O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

A TRAGÉDIA DA CHAPECOENSE

Escudo ChapecoenseChapecó, capital do oeste catarinense, na divisa com o Rio Grande do Sul, com mais de 200 mil habitantes, se sentia orgulhosa de seu time, o Chapecoense, que há 5 anos veio da 4ª Divisão e já estava pelo terceiro ano consecutivo na 1ª Divisão do Campeonato Brasileiro, sem nunca ser ameaçado de rebaixamento para a 2ª Divisão. Uma equipe média que, com os jogadores, dentre outros, Cleber Santana e Kempes, dirigidos pelo promissor técnico Caio Júnior, ia em busca do sonho de conquistar a Sul-Americana de Clubes na final contra o Atlético de Medellín. No mesmo avião que caiu na Colômbia e dizimou o time chapecoense, dirigentes e equipe técnica, também faleceram os jornalistas, dentre outros, Victorino Chermont, Deva Pascovicci, Paulo Julio Clement, além do comentarista Mário Sérgio, grande jogador, técnico e campeão mundial de clubes pelo Grêmio porto-alegrense. A maior tragédia do futebol mundial. Que deixa no ar a pergunta que não quer calar se intrometendo entre tantas lágrimas: Por que Deus, em tempo de paz e vez por outra, leva tanta gente, de uma só vez, para perto de seu convívio? Quais as razões? Um mistério do tamanho de Deus, de quem não deveríamos duvidar em nenhum momento e muito menos partir para desafiá-Lo, pois estamos sujeitos a essa e outras tragédias, absolutamente distantes de qualquer controle, manipulação ou apelação de nossa parte. Restando-nos apenas acatar e seguir em frente, reconstruindo o que acabou de desabar sobre nossas cabeças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias