O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

A crítica da crítica

CUSTÓDIA

O tenso filme “Custódia”, dirigido por Xavier Legrand, não tem nada a ver com a história que vai rolar abaixo, mas o tema é o mesmo. No Rio de Janeiro, uma mulher de 24 anos foi baleada por um ex-namorado… Continue lendo

“DEDO NA FERIDA”

Em mais uma nova realização (“Os anos JK” e “Jango”) desse cineasta inteligente, Silvio Tendler, o dedo na ferida consiste na financeirização da economia em consequência da globalização propiciando a circulação do capital apátrida no planeta, em busca da melhor… Continue lendo

“O PACTO DE ADRIANA”

A documentarista chilena Lissete Orosco descobre que sua tia Chany fora mais do que colaboradora do regime sanguinário de Pinochet. Bem-sucedida, extrovertida, titia era a alegria das festas da família, a referência das sobrinhas. Passou a morar no exterior ao… Continue lendo

“O PROCESSO”

“O Processo”, livro de Franz Kafka, discorre sobre as agruras de um cidadão que acorda e é acusado sem saber do que se trata. As pedaladas que propiciaram o golpe em Dilma e que já foram esquecidas por todos, entendidos… Continue lendo

“A LIVRARIA”

A Livraria

A Livraria

Com a direção da espanhola Isabel Coixet, a trama se passa numa pequena cidade da Inglaterra de 1959, mas que bem podia ser no século XIX, ou até mesmo no Brasil golpista de hoje, pois a tese é:… Continue lendo

VIVA – A VIDA É UMA FESTA

Viva - A Vida é Uma Festa

Viva – A Vida é Uma Festa

Uma produção americana (e não mexicana) dirigida por Lee Unkrich e Adrian Molina, que deve ganhar o Oscar 2018 na categoria animação e fantasia por satisfazer em cheio o público infantil e adulto… Continue lendo

“LOU”

Lou

Lou

Uma produção alemã a que se assiste com toda a atenção, dirigida por Cordula Kablitz-Post, sobre a vida da escritora, poeta, ensaísta, filósofa, psicanalista e poeta Lou Andreas Salomé, que nasceu na Rússia e viveu a maior parte do… Continue lendo

“RODA-GIGANTE”

Roda Gigante

Roda Gigante

Ao colocar bonequinho dormindo para um filme de Woody Allen, é melhor procurar outro ofício. Ou dizer que é um filme menor de sua obra extensa é lembrar os que criticaram a teoria da relatividade de Einstein; ambos… Continue lendo

“LUCKY”

Lucky

Lucky

Mais um filme notável que pode passar em branco, ainda mais por abordar o confronto entre a finitude e a velhice em ambiente que remete à decadência e aridez melancólica. O filme assume de forma escancarada as características da… Continue lendo

COMO NOSSOS PAIS

 

Como Nossos Pais

Como Nossos Pais

O cinema brasileiro está arrasando. Depois de “O Filme da minha vida”, “João, o maestro” e “Bingo, o Rei das Manhãs”, agora vem “Como nossos pais”, da diretora Laís Bodanzky e o seu notável domínio de… Continue lendo

FRANTZ

Frantz

Frantz

O filme não tem nada de óbvio. Provocativo, tende sempre a te conduzir por um caminho em que você se põe a imaginar o que irá acontecer, mas nunca dá de cara com a tua obviedade. François Ozon, o… Continue lendo

DIVINAS DIVAS

Divinas Divas

Divinas Divas

Documentário da atriz Leandra Leal, em sua estreia como cineasta, sobre as famosas travestis desde a década de 60 e de idade beirando os 70 anos, contando como brilharam nos palcos do Rio de Janeiro, e também no… Continue lendo

O CIDADÃO ILUSTRE

O Cidadão Ilustre

O Cidadão Ilustre

Mais um excelente filme argentino. Essa fonte inesgotável de cultura, seja no cinema, teatro ou literatura. Aliás, a cultura é posta em questão no filme sobre um escritor Prêmio Nobel da Literatura, que, por sinal, os argentinos… Continue lendo

“UM LIMITE ENTRE NÓS”

Um Limite Entre Nós

Um Limite Entre Nós

Viola Davis, premiada com o justíssimo Oscar de melhor atriz coadjuvante, e Denzel Washington, por sua vez, injustamente não premiado, nos brindaram com uma performance de nos deixar com queixo caído. Como podem ambos contracenar tanto,… Continue lendo

“MOONLIGHT”

Moonlight

Moonlight

Nesta nova ordem mundial movida a ódio e segregação, eis que surge o filme “Moonlight”, de Barry Jenkins. É sobre tráfico de drogas ou consumo de crack? Um filme gay? Ou abordando questões raciais? Ou sobre um garoto (ou… Continue lendo

“LA LA LAND: CANTANDO ESTAÇÕES”

La La Land - Cantando Estações

La La Land – Cantando Estações

A crítica tentou encaixar o filme do jovem diretor de apenas 32 anos, Damien Chazelle, como apenas um musical de caráter nostálgico a reproduzir “”Cantando na Chuva”, “Os guarda-chuvas de Cherbourg”, “Amor, sublime amor”… Continue lendo

“MANCHESTER À BEIRA-MAR”

Manchester À Beira-Mar

Manchester À Beira-Mar

Um filme triste, muito triste mesmo, ao qual a plateia assiste calada, em tom altamente respeitoso, senão com lágrimas nos olhos, comovida até as raízes do cabelo com os detalhes que vão sendo revelados, pouco a pouco,… Continue lendo

“A CRIADA”

A Criada

A Criada

Depois do excessivamente elogiado “Oldboy”, inspirado em Tarantino, dessa vez o cineasta sul-coreano Park Chan-wook acertou em cheio com “A criada”, Grande Prêmio Festival do Júri do Festival de Cannes/2016. E não é só pelas cenas de cópula… Continue lendo

“O APARTAMENTO”

O Apartamento

O Apartamento

O mais renomado filme do diretor iraniano Asghar Farhadi é “Separação”, Oscar, Globo de Ouro e César (França) de melhor filme estrangeiro, se bem que “À procura de Elly” não lhe fica atrás, ainda mais por serem filmes… Continue lendo

EU, DANIEL BLAKE

Eu, Daniel Blake

Eu, Daniel Blake

O filme “Eu, Daniel Blake” é a história de um trabalhador honrado que labuta por 40 anos até sofrer um ataque do coração que o condena ao repouso. Sem renda, se vê enroscado num labirinto burocrático por… Continue lendo

ANIMAIS NOTURNOS

Animais Noturnos

Animais Noturnos

Um sensacional e sofisticado thriller do esteta Tom Ford saído do Festival de Veneza com o Grande Prêmio do Júri, e que vem sendo apontado como potencial concorrente ao Oscar de 2017. Tom é bem conhecido na indústria… Continue lendo

BELOS SONHOS

Belos Sonhos

Belos Sonhos

Marco Bellochio é um diretor italiano que nos convida a ir ao cinema com a garantia absoluta de prazer e admiração pela arte que evoca de suas realizações. “Belos Sonhos” resulta da adaptação do romance autobiográfico de Massimo… Continue lendo

LOUCAS DE ALEGRIA

Loucas De Alegria

Loucas De Alegria

Excelente filme de Paolo Virzi dentro da lamentável cota reduzida da produção cinematográfica italiana que chega ao nosso país, com a sua típica sensibilidade exacerbada e personagens vivendo seus problemas com extrema intensidade e nervos à flor… Continue lendo

MENINO 23

Menino 23

Menino 23

O filme de Belisário França nasceu quando o historiador Sydney Aguilar foi informado que havia centenas de tijolos estampados com a suástica, o símbolo nazista, na fazenda de Campina do Monte Alegre, em São Paulo. A investigação descobriu… Continue lendo

CAFÉ SOCIETY

Café Society

Café Society

Por vezes, os críticos de cinema e os chamados expert enchem nossa paciência. Ouço, desde os anos 90, que Woody Allen só faz se repetir. Quando o que seu público (enorme) quer é mais da suposta mesma coisa.… Continue lendo

“MÃE SÓ HÁ UMA”

Mãe Só Há Uma

Mãe Só Há Uma

Anna Muylaert é a melhor cineasta brasileira dos últimos dez anos, ao lado de Kleber Mendonça Filho de “Som ao Redor”, com o seu originalíssimo “Durval Discos” (2002), com a excelente Glória Pires valorizando mais ainda… Continue lendo

JULIETA

Julieta

Julieta

Como é que pode a crítica tachar de menor um filme de um mestre como Almodóvar? Se a maioria dos que o precederam é arte de gênio, “Julieta” é brilhante. Como se não bastasse o tema de uma mãe… Continue lendo

“O ABRAÇO DA SERPENTE”

O Abraço Da Serpente

O Abraço Da Serpente

Poucos cineastas, como Ciro Guerra, conseguiram dialogar tão bem com os elementos naturais da Amazônia, a cada pedaço navegado de um rio, subindo corredeiras, ou de matas percorridas a emprestarem sua grandiosidade a paisagens da Amazônia… Continue lendo

“O QUARTO DE JACK”

O Quarto De Jack

O Quarto De Jack

Não parecia, mas é o melhor filme dos oscarizáveis, descartando desde já os que Hollywood mais gosta (“Mad Max” e “Perdido em Marte”). Não somente por inspirar-se no monstro austríaco Josef Fritzl, que estuprou sua própria… Continue lendo

“A GAROTA DINAMARQUESA”

A Garota Dinamarquesa

A Garota Dinamarquesa

Nos anos 1920, gay era pervertido e sujeito a ficar recluso para não dar maus exemplos à sociedade ou se render a um tratamento com choque elétrico para corrigir o desvio da gênese do sexo, combatendo a… Continue lendo

“BROOKLYN”

Brooklyn

Brooklyn

Como é gostoso ver filmes de um passado recente de 70 anos que retratam e enriquecem o século XX! Especialmente os dos anos 50, como se constata em “Carol” e “Brooklyn”. Em “Brooklyn”, Saoirse Ronan diz tudo com os… Continue lendo

Categorias
Crônicas agrupadas por ano