O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

A crítica da crítica

“O OFICIAL E O ESPIÃO”

Há quem compare o novo filme de Roman Polanski com o linchamento virtual que ele tem sofrido mundo afora do movimento Me Too e congêneres por causa das acusações de estupro (pelo menos uma comprovada) que pesam sobre ele. O… Continue lendo

“CICATRIZES”

Direção de Miroslav Terzic e indicado pela Sérvia para disputar o Oscar de melhor produção internacional, mas não selecionado. Em atuação low profile, mas sensível, Snezana Bogdanovic, no papel de mãe, sofre por vinte anos convicta de que seu filho,… Continue lendo

“JOJO RABBIT”

O enredo de “Jojo Rabbit” do roteirista, diretor e ator Taika Waititi, no papel de Hitler, o amigo imaginário de um menino alemão nazista que deseja fazer parte da Juventude Hitlerista. Roman Griffin Davis tem uma atuação merecedora de um… Continue lendo

“OS MISERÁVEIS”

“Os Miseráveis” é um romance de Victor Hugo, publicado em 1862, que deu origem a muitas adaptações no cinema, teatro e outras mídias, retratando o panorama socioeconômico da população mais pobre da sociedade francesa do século XIX e a desigualdade… Continue lendo

“1917”

Não é só mais um filme de guerra, nem reside na realização de um grande filme de ação. Equivocadamente analisado sob a ênfase da técnica ou depreciado como se colocássemos um capacete de realidade virtual que nos transporta para um… Continue lendo

“DOIS PAPAS”

A excelência de “Dois Papas” se deve sobretudo ao magnífico escritor Anthony McCarten, que também foi roteirista de prodigiosos filmes como “Bohemian Rhapsody” (2018), “O destino de uma nação” (de 2017, sobre Churchill, quando decide ingressar a Inglaterra na 2ª… Continue lendo

“A VIDA INVISÍVEL”

Espetacular e inesquecível o filme de Karim Aïnouz, prêmio de melhor diretor no Festival de Cannes 2019 – Un Certain Regard, e indicado para representar o Brasil na categoria melhor filme estrangeiro no Oscar 2020, superando surpreendentemente e de forma… Continue lendo

“PAPICHA”

Filme concorrente ao Oscar de melhor filme estrangeiro (hoje chamado filme internacional) pela Argélia, dirigido por Mounia Meddour, no qual uma estudante universitária, para ganhar algum dinheiro, desenha, costura e depois vende roupas em banheiros de baladas. Desafiando a opressão… Continue lendo

“TORRE DAS DONZELAS”

Documentário de Suzanna Lira sobre as mulheres que foram torturadas e mantidas presas em torno de 4 anos pela ditadura militar, depois do AI-5, no Presídio Tiradentes, em São Paulo. Já posto abaixo para não deixar vestígio do regime covarde,… Continue lendo

“DIVALDO – O MENSAGEIRO DA PAZ”

Divaldo Franco, o filme de Clovis Mello, foi muito bem construído do início ao fim. Irretocável. Só não supera seus coirmãos “Allan Kardec” e “Nosso Lar”, mesmo assim em função de prevalecer o que foi abordado. Como sempre a crítica… Continue lendo

“PETERLOO”

Mais uma realização de Mike Leigh. Ao fim das Guerras Napoleônicas, em 1815, a Inglaterra passou a sofrer com desemprego, miséria e fome. A falta de representação popular no Parlamento originou o Massacre de Peterloo, em Manchester, noroeste da Inglaterra,… Continue lendo

“CYRANO, MON AMOUR”

O espetáculo foi aplaudido ao final da exibição. Mas não é um teatro filmado. Em 1897, Edmond Rostand (1868-1918) recriou a pompa e circunstância de outro texto teatral, o clássico “Cyrano de Bergerac”, dramaturgo (1619-1655) a quem admirava, quando bateu… Continue lendo

“DEMOCRACIA EM VERTIGEM”

“Democracia em vertigem” só está disponível na Netflix. O magnífico documentário de Petra Costa, filha de pais que participaram da luta armada contra a ditadura, descendentes da família Andrade (seu avô), que fundou uma empreiteira com a família Gutierrez em… Continue lendo

“DOR E GLÓRIA”

Não existe filme de Almodóvar ruim nem mais ou menos, é mais ou menos genial, e assim mesmo fica difícil bater o martelo. Os críticos de cinema optaram por vincular “Dor e glória” a outras obras-primas de Almodóvar, quando não… Continue lendo

“KARDEC” – 2ª PARTE

Vi de novo “Kardec” para observá-lo apregoar que não é um Deus vingativo e punitivo que deve imperar para nos tirar da situação aflitiva em que vivemos, embora o povo clame por reparar as injustiças sociais de qualquer maneira, pois… Continue lendo

“KARDEC” – 1ª PARTE

Nove anos depois de “Nosso Lar”, o diretor Wagner de Assis desfia a biografia de Allan Kardec com ótimo corte, a partir de quando Napoleão III impõe no currículo escolar o ensino de Religião católica no retorno do império à… Continue lendo

“MADEMOISELLE PARADIS”

A pianista, cantora e compositora austríaca Maria Theresia Paradis (1759-1824), contemporânea de Mozart, perdeu a visão na infância e foi tratada em seus 18 anos pelo médico alemão Franz Mesmer, que acreditava haver uma força natural invisível possuída por todos… Continue lendo

“UM AMOR INESPERADO”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Ah, o cinema argentino! Sempre inteligente, psicanalítico, politizado, irônico, engraçado sem fazer uso de comédia ao estilo Falabella, jamais tedioso, pretensioso ou intelectualoide, ao ritmo das melhores peças teatrais argentinas. “Um amor inesperado”, dirigido, roteirizado e… Continue lendo

“PASTOR CLÁUDIO”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Entrevistado por Eduardo Passos, psicólogo e ativista de direitos humanos, “Pastor Cláudio”, dirigido por Beth Formaginni, é o delegado (às antigas) que virou pastor para começar a pagar parte da dívida, ainda em vida, que contraiu… Continue lendo

“A GUERRA FRIA”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

A disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro tornou-se mais acirrada e interessante do que a categoria dos que ambicionam a láurea maior e entram para a História – bem, não todos. Ainda mais quando tentam… Continue lendo

“SE A RUA BEALE FALASSE”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Mais um intenso filme da cinematografia afro-americana, a disputar o mercado ainda em poder dos brancos, dirigido por Barry Jenkins, o diretor de “Moonlight: sob a luz do luar”, que ganhou o Oscar de melhor filme… Continue lendo

“GREEN BOOK: O GUIA”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

O filme é um achado por confrontar um negro, no papel de patrão, a um branco, como seu motorista, nos Estados Unidos dos anos 1960, quando a segregação racial imperava. O negro é um pianista sofisticado… Continue lendo

“CAFARNAUM”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes de 2018, o filme libanês é concorrente ao Oscar de melhor filme estrangeiro ao lado do mexicano “Roma” (disponível no Netflix e já considerado ganhador) e… Continue lendo

“A ESPOSA”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Apesar do bem-acabado filme do sueco Björn Runge versar sobre um escritor premiado com o Nobel, o criativo enredo original da americana Meg Wolitzer gira em torno de sua esposa Glenn Close, em papel contido, esforçando-se… Continue lendo

“ASSUNTO DE FAMÍLIA”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

O filme de Hirokazu Kore-eda é uma obra-prima, fazendo jus ao bonequinho bater palmas de pé e à Palma de Ouro no Festival de Cannes de 2018. Uma história de família cuja magna mensagem é valorizar… Continue lendo

“MARIA CALLAS”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

O documentário “Maria Callas” nos permite elevar aos Céus quando nos deslumbramos com magníficos trechos de apresentações inigualáveis da maior cantora de ópera de todos os tempos no século XX. Os críticos elogiavam sua técnica bel… Continue lendo

BOHEMIAN RHAPSODY

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Completamente equivocada a crítica oficial sobre “Bohemian Rhapsody” (dirigido por Bryan Singer), quando se refere a um filme musical ao contar a trajetória do cantor Freddie Mercury e da banda Queen. Talvez devido à extensão do… Continue lendo

A CASA QUE JACK CONSTRUIU

A CRÍTICA DA CRÍTICA

O brilhantismo intelectual do diretor dinamarquês Lars von Trier o levou a realizações polêmicas e complexas, tais como “Dogville” e “Melancolia”. “A casa que Jack construiu” é mais um filme em que “deseja conversar com Deus”… Continue lendo

CUSTÓDIA

A CRÍTICA DA CRÍTICA

O tenso filme “Custódia”, dirigido por Xavier Legrand, não tem nada a ver com a história que vai rolar abaixo, mas o tema é o mesmo. No Rio de Janeiro, uma mulher de 24 anos foi… Continue lendo

“DEDO NA FERIDA”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Em mais uma nova realização (“Os anos JK” e “Jango”) desse cineasta inteligente, Silvio Tendler, o dedo na ferida consiste na financeirização da economia em consequência da globalização propiciando a circulação do capital apátrida no planeta,… Continue lendo

“O PACTO DE ADRIANA”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

A documentarista chilena Lissete Orosco descobre que sua tia Chany fora mais do que colaboradora do regime sanguinário de Pinochet. Bem-sucedida, extrovertida, titia era a alegria das festas da família, a referência das sobrinhas. Passou a… Continue lendo

“O PROCESSO”

A CRÍTICA DA CRÍTICA

“O Processo”, livro de Franz Kafka, discorre sobre as agruras de um cidadão que acorda e é acusado sem saber do que se trata. As pedaladas que propiciaram o golpe em Dilma e que já foram… Continue lendo

“A LIVRARIA”

A Livraria

A Livraria

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Com a direção da espanhola Isabel Coixet, a trama se passa numa pequena cidade da Inglaterra de 1959, mas que bem podia ser no século XIX, ou até mesmo no Brasil golpista de hoje,… Continue lendo

VIVA – A VIDA É UMA FESTA

Viva - A Vida é Uma Festa

Viva – A Vida é Uma Festa

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Uma produção americana (e não mexicana) dirigida por Lee Unkrich e Adrian Molina, que deve ganhar o Oscar 2018 na categoria animação e fantasia por satisfazer em cheio o… Continue lendo

Categorias