O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Mariana Valle (Tudo)

Quando criança, leitora: memória repleta de histórias.

Quando adulta, escritora: histórias repletas de memórias.

Poeta, Mariana Valle atua como jornalista, publicitária, roteirista, compositora e escritora de contos, crônicas e artigos. Seus assuntos? A vida, seus encontros e desencontros, sempre de um ponto de vista muito íntimo.

Em dezembro de 2008, lançou o livro “SORRIA, VOCÊ ESTÁ NA BARRA e outras histórias”, pela Editora Multifoco, e, em dezembro de 2012, lançou o livro de Poesia, “PURO INSTINTO” (Editora Sapere).

Páginas da escritora:

https://www.instagram.com/marianavalle

https://www.facebook.com/marianavalleescritora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

SILÊNCIO

Não tenha medo do silêncio
Do que você pensa ou sente de repente
Olhe tudo o que passa na sua mente
Observe atenta e tranquilamente
Sem se apegar
Ou julgar
Sem se vitimizar
Automaticamente

Não precisa preencher o silêncio
Com… Continue lendo


EM GUARDA

Não baixe a guarda.
“Quem guarda sempre tem. ”
Guardar segredo de projetos
Ainda não concretizados
Vai te ajudar a ir além
Da inveja, da desconfiança,
Da expectativa do outro,
Da insegurança.

Fazer sem falar
É guardar a energia para… Continue lendo


TRAVA NA POSE

Quer ficar bem na foto
No post, no Tik-Tok
No close de rosto
Detalhe do corpo

Experimenta mil filtros
Figurinos e figurinhas
Makes e carinhas criadas
Para brincar de outra pessoa
Ou híbrido com bicho

Conta tudo que fez no… Continue lendo


(IN)FELICIDADES

Notícia boa não vende
Já a maldade rende
Que é uma tristeza
Comentários, compartilhamentos
Viram até trend do momento!

Tik-Tok, TOC TOC
Muitos toques que se fuck
Transtorno Obsessivo Compulsivo
Por motivos fúteis

Inúteis cliques por nada
Desgraças multiplicadas
Enquanto… Continue lendo


DESAPEGO

Carrego meu desapego pra onde vou

“Mas isso não é um apego?”, me perguntou.

Não nego. Meu ego vive se pegando comigo.

Se apegou ao meu umbigo e se faz de amigo, mas é tudo fingimento.

Quando me desapego do… Continue lendo


A PROVA AÇÃO

a provação que passei
por buscar aprovação
dos outros
esquecendo de mim
me provou no fim
que tudo é prova
de escola
de múltipla escolha

não interessa a nota
mas sim a colheita
das escolhas feitas
por si só
o… Continue lendo


COLHER DE CHÁ

Encolher pra ver se cabe na colher de café,
No Tik-Tok, ou no TOC dos outros.
Transtorno Obsessivo Compulsivo por poucas palavras.

Em briga de marido e mulher ninguém mete a colher
Mas a mulher tem que dar uma colher… Continue lendo


QUANDO VOCÊ FOR MÃE

A família é sagrada sim
Mas ser filha não é um fim
É um meio
Tem muito mais além
Do recheio

Cada ser é um mundo
De contradições e sofrimentos profundos
E às vezes o amor é torto
Por maior… Continue lendo


A MALA DO PASSADO

Eu antes carregava a mala do passado pra tudo que é lado. Era tão pesado o fardo que até me machuquei. Lesão por esforço repetitivo.
Foi então que despertei. Resolvi destrancar a bagagem e tirar tudo dali de dentro. Fui… Continue lendo


EU NÃO ME ACOMODEI

Eu não me acomodei
Apenas acreditei
No que tinham me ensinado

E justo quando tudo deu errado
Comecei a aprender
A ser feliz
Sem seguir o que por aí se diz

Foi quando separei
Que finalmente acordei
Teve dor, é… Continue lendo


COM AFETO PARA O DESAFETO

“Ela não gosta de mim.” Talvez ela tivesse tentado (por causa da obrigatória convivência), talvez até tivesse gostado em algum momento. Coisa que o vento dos desentendimentos manchou.

O que eu gostaria de dizer para esse não amor é… Continue lendo


REMÉDIO

remoendo pensamentos
cato os remendos
dos ventos
que passaram por mim
que não têm remédio
nem fim
e sempre me deixam assim: insone

o que me consome tem nome e sobrenome
e precisa de poesia
ela me sacia quando tudo… Continue lendo


MUNDO BOLA

Se o mundo é uma bola, eu quero jogar
Mas não posso chutar
Não quero fazer gol
Eu tô na bola
Que roda e rola
Dentro e fora de mim
Tento não ficar tonta
São dimensões sem fim

Bolas fora,… Continue lendo


HAJA LICENÇA!

TUDOCom licença que eu vou falar:
se o governo tem “licença pra gastar” e “furar o teto”
e este decreto não é nada esperto, nem discreto,
digo que haja licença, já que desde antes da presidência
o Sr Bozo chamou… Continue lendo


A MORTE

a vida acaba
mas não tem fim
como a saudade dentro de mim

o corpo se vai
mas tudo o mais fica
aqui dentro
e em outra dimensão

e eu espero te rever
numa próxima missão


THIS IS US

Então é isso:
quando adultos
voltamos ao início,
ao elo perdido da infância,

ao começo de tudo
quando ainda havia esperança
no nosso mundo
e alguém fez o favor
de a destruir.

Se hoje pegamo-nos
neste ciclo vicioso
repetindo tudo… Continue lendo


O POEMA QUE NÃO ESCREVI

(inspirado em poema de Marina Gutman Tosta Paranhos)

Cadê o poema que compus na mente?
Aquele que comecei no banho.
Foi embora com o rebanho
dos deveres do dia?

Aonde foi parar a agonia
que não rimei?
Virou enxaqueca
antes… Continue lendo


O VERSO QUE NÃO ESCREVI

Cadê o poema que compus na mente?
Aquele que comecei no banho.
Foi embora com o rebanho
dos deveres do dia?

Aonde foi parar a agonia
que não rimei?
Virou enxaqueca
antes que me esqueça
da dor que já não… Continue lendo


INSTAGOD

O algoritmo é ateu
ou há algo no ritmo
de Deus?



Categorias