O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

CUIDADO COM O QUE FALAS, PODERÁS MORRER PELA BOCA!

Em 7 de setembro de 1958, Juscelino Kubistchek se rejubilou com as Forças Armadas em virtude do amor demonstrado à liberdade que, apesar da força e do prestígio dos componentes das três armas, nunca impôs ao país uma ditadura militar. Se foi demagogia, pagou caro, pois o golpe de 1964 veio para cassar seus direitos políticos e o orgulho de ter construído Brasília. Impedindo-o de se candidatar, de novo, à presidência da República, em 1965. Se o diabo não era tão feio quanto lhe parecia, Juscelino também pagou caro, sob a pecha de corrupto, obrigando-o a se exilar no exterior. Cortando uma carreira política que marcou época, encerrada em definitivo num atentado, numa seqüência de outros que visavam aplainar o terreno para a anistia e não sobrar nenhum líder histórico para contestar o regime fascista instalado. Na veia da contradição, os militares acabaram acometidos do mesmo mal contra o qual mais lutaram: o stalinismo, no capítulo do extermínio aos inimigos do regime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias