O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

O CHORO CONVULSO DE CRISTIANO RONALDO NA VITÓRIA DE PORTUGAL

OITAVAS DE FINAL – EUROCOPA 2024

Nas oitavas de final da Eurocopa se classificaram a Suíça, que não apresentou nada de novo para eliminar uma Itália apática e sem rumo desde que conquistou sua quarta Copa do Mundo em 2006: 2×0. A Alemanha, que foi sobretudo a Alemanha, diante de uma Dinamarca, que deu o seu tudo, mas precisaria ir além: 2×0. A Inglaterra, mesmo vaiada pela sua torcida, derrotou a Eslováquia por 2×1, com gol no último do tempo normal e outro na prorrogação. Apesar de a Geórgia, surpresa da Copa, ter aberto o placar, a Espanha não teve maiores problemas para lhe sapecar um 4×1, elevando-se à favorita do torneio. A França, em mais uma atuação chocha, só conseguiu eliminar a Bélgica, toda fechada lá atrás o tempo todo, por 1×0 nos minutos finais, em partida fraquíssima. A Romênia iniciou a Eurocopa impondo 3×0 à Ucrânia e se despediu levando o mesmo placar diante da Holanda, que pegou um chaveamento mais fácil e que a fará alcançar as semifinais se não complicar. A Áustria, que venceu a Holanda na fase de classificação, voltou ao seu futebol normal sem imaginação e foi desclassificada nas oitavas pela Turquia por 2×1, cuja seleção acabou se convertendo na surpresa da Copa. A classificação mais dramática para as quartas foi a de Portugal, que empatou no tempo normal em 0x0 com uma perigosa Eslovênia, afinada com seu plano de jogo. Na prorrogação, Cristiano Ronaldo perdeu um pênalti, logo ele que bate muito bem e não costuma desperdiçar uma chance como essa. Mas a idade vem chegando (39 anos) e a eliminação precoce cresceu à sua frente em conjunto com o fim de carreira. Um choro convulso e incontrolável tomou conta dele, no que foi abraçado por seus companheiros. Foi o que bastou para Portugal se aprumar e despachar a Eslovênia na decisão por pênaltis, com Cristiano convertendo o primeiro e o goleiro Diogo Costa defender 3 penais. É preciso muito autocontrole, cabeça e saber explorar os pontos fracos do adversário, senão o fracasso corta a sua cabeça. Só no futebol?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias