O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

1º DE ABRIL, PRENÚNCIO DE MAIS GOLPES NO BRASIL

A novidade trazida pelo golpe contra Dilma foi esse eleitor que se veste de verde-amarelo fazendo manifestação obcecado contra o petismo, tendo votado no ladravaz do Aécio, indignando-se contra a corrupção Brasil a dentro, consagrando o analfabetismo político constatado no direcionamento incoerente, não casando coisa com coisa, ainda mais que agarrado ao banditismo do Bolsonaro, sem que isso incomode nem um pouco. Aliás, fato que silenciam, bem à moda tucana, assim como quanto ao japona do Revoltado online e do preto joia do MBL, que se elegeu, como seus serviçais corruptos do golpe, porque financiados pela Fiesp e pelo multimilionário Jorge Lemman, sem que os verdes-amarelos precisassem sujar as mãos com a encomenda do golpe. Agora se mostram indignados com Adriana Ancelmo e com o cleptomaníaco do Cabral Filho, parecendo que querem um Brasil limpo de canalhas, pois apoiam o juiz Moro na perseguição a Lula, pouco se importando com a morte de Dona Marisa e com as acusações ridículas do muquifo de Guarujá, do sítio de Atibaia, os presentes recebidos como presidente e a natimorta obstrução da Justiça. Valem-se das vantagens auferidas pelos filhos de Lula, esquecendo-se intencionalmente do filho do FHC, eterno ocioso, e suas negociatas, da irmã do Aécio, sua tesoureira e gestora de recursos desviados frutos de sua administração sempre eficiente do governo de Minas, da filha do José Serra, sua laranja, do Alckmin e de seu butim continuado dos tucanos no estado de São Paulo, todos não investigados em passo de tartaruga, além da esposa global do Eduardo Cunha – que podia ser presa até para chantagear seu marido, useiro e vezeiro desse método, de modo a ele abrir a boca e vazar Garotinho, a quadrilha do Temer e do PMDB, etc. E quando você aperta na parede alguns desses analfabetos políticos, eles xingam a classe política, chamando-os de ladrões, que a política é nojenta, e que no dia de hoje não são em favor de nenhum desses mafiosos, lavando suas mãos sujas como Pilatos, omitindo-se, ou não acreditando como os judeus na fase I de Hitler, para depois constatar que era tarde demais, e virem a atear fogo no Congresso, como fizeram os hermanos paraguaios, inspiradores do nosso golpe chamado de impeachment, que pôs no poder Temer e sua quadrilha, mal menor segundo eles. Hoje é 1º de Abril, dia consagrado à mentira, dia em que a democracia foi derrotada pelos militares em 1964, e os expert globais ainda insistem que não somos um Estado de exceção. Querendo impor um Estado margeado pela recessão, com a supressão progressiva de direitos trabalhistas e os interesses nacionais à mercê da sanha de bandos privatistas, modelo político esse não aprovado nas urnas. Expondo as vísceras de eleitores que apoiaram o golpe, como os funcionários dos Correios, e que agora temem a demissão, a terceirização e só fazerem jus à aposentadoria quando já estiverem no Plano Espiritual. Paga-se um preço alto por ser burro e por fazer a leitura de jornais e ouvir o noticiário de TV ao feitio da manipulação midiática, julgando-se num patamar da sociedade infenso aos desígnios dos donos do poder, que não necessariamente residem no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias