O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

A ALEMANHA NÃO PODE PASSAR POR NOVO VEXAME

-EUROCOPA, COPA AMÉRICA E PANDEMIA-

O interesse pela Eurocopa chega a esmagar a Copa América, apesar do Brasil disputar o título e não couber derrota nem fracasso, em face de seus adversários sul-americanos evidenciarem um declínio espantoso de seu futebol, quando não um cenário aterrador diante do grau da pandemia no Brasil. Transformando a Copa América em campo de treinamento – o Brasil goleou o Peru de 4×0 – para escolher a melhor equipe e o ataque ideal com que tentará conquistar a Copa do Mundo em Catar.
Somado à CPI do Genocídio, que vai revelando o Gabinete do Ódio, a falta de interesse em comprar vacinas em 2020 diante da escalada de mortes provocadas pelo vírus, o fomento na crença em remédios vermífugos quando a doença é antiviral, e a tese da imunidade de rebanho, que conferiu fama de genocida a Bolsonaro.
Além da mentira ir solapando instituições em que Bolsonaro se encarrega de fazê-lo por sua própria conta, como no Exército ou nas Forças Armadas; no Congresso, através do Centrão; nos efetivos policiais, em especial a PM; no regurgitar milicianos; na pressão sobre a Justiça, oferecendo vagas abertas em tribunais superiores; salvando-se apenas o Supremo Tribunal Federal e deputados e senadores oposicionistas na defesa da democracia contra o golpe em marcha.
Menos mal que na Eurocopa, com foro de Copa do Mundo em termos de aparato e formato de disputa, já se destacam, como favoritas, Itália, com vitórias expressivas de 3×0 sobre a Turquia e a Suíça, e 1×0, diante do País de Gales. E Bélgica, sobrepujando a Rússia por 3×0 e Dinamarca por 2×1, em Reykjavik.
No grupo F (da morte), Portugal, que venceu bem a Hungria por 3×0, caiu perante a Alemanha, que vinha de uma derrota decepcionante para a França por 1×0, na qual o VAR impediu a goleada anulando 2 gols por questão de milímetros.
O que contribuiu para que Alemanha e Portugal, em Munique, fizessem o melhor jogo da Eurocopa até agora, com Cristiano Ronaldo abrindo o placar em notável contra-ataque português. Mas a Alemanha virou em 4×2 com 2 gols contra dos portugueses e Gosens e Havertz completando o marcador, e com Portugal diminuindo no final. Os alemães mostraram sua força e o que têm de melhor, atacando os lusos desde o início com uma linha de pressão alta.
Os alemães vivem o dilema de terem conquistado a histórica Copa do Mundo de 2014 no Brasil, eliminando os brasileiros por 7×1 na semifinal, e vencendo os argentinos na final, enquanto na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, foram para casa mais cedo na fase de classificação, despachados pela Coreia do Sul. Não podem passar por novo vexame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias