O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

A ESPANHA DE FRANCO ARRANCOU FILHOS DE PAIS COMUNISTAS E OS ENTREGOU À IGREJA CATÓLICA PARA CRIÁ-LOS

Durante a 2ª Guerra Mundial, as atenções estavam concentradas nos totalitários Hitler e Mussolini, esquecendo-se do regime carniceiro do general Franco, que perdurou por 40 anos e fez escola para as ditaduras chilena e argentina, no tocante aos filhos de presas, executadas, exiladas ou desaparecidas. Foram retirados do convívio de suas famílias, de casa, do presídio, e levados para patronatos religiosos os meninos, e conventos as meninas, sendo-lhes retirado o sobrenome para permitir a adoção de simpatizantes do franquismo e do estelionato de filiação. Em nome de conter a degeneração do hispanismo, que crescia em razão de a democracia facilitar a participação de mulheres, com tendência inata ao mal, na política. Os monarquistas ganharam a Guerra Civil Espanhola e se sentiram respaldados por uma Europa, na qual a Alemanha nazista defendia as mesmas idéias de purificação da raça. A política de proteção à raça espanhola, em cuja cultura pais de cerca de 42 mil crianças jamais puderam recuperar sua tutela. Com o aniquilamento de padres comunistas, a Igreja Católica se converteu à religião franquista e se tornou a depositária fiel de crianças seqüestradas em pensionatos e conventos. No propósito de redimir dos pecados de seus pais, esses anjos deveriam se constituir em futuros padres e freiras. E se tornarem assexuados e impedidos de procriar. De nada adiantou, pois o Universo conspirou contra os padrões do mundo católico apostólico romano e a Teologia da Libertação subverteu a ordem anciã. Nascendo, aí, a Espanha de Almodóvar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias