O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

A NATA DA MEDIOCRIDADE DA CLASSE POLÍTICA

Foi chocante ver o nível de primarismo, idiotia e falta de argumentação dos bolsonaristas na sabatina do versado Dino para juiz do Supremo. Dino botou a turma de adultos no 5º ano primário na roda, humilhados sem ter como rebater, embora o nível de podridão dessa gente deixa o Brasil em maus lençóis. Senadores como do Val (elegeu-se como instrutor da Swat), Magno Malta, Mourão, Seif, Portinho, Cleitinho, Damares, Girão, Flávio Bolsonaro são a nata da mediocridade da classe política. Sem contar Moro, tentando mudar de quadrilha, antes que seja cassado por manobra desonesta e corrupta para se eleger senador. Daí o interesse dessa canalhada em manter o Brasil em padrão assustadoramente baixo de educação para que eles voltem a ser eleitos, fiéis à mente abjeta de Bolsonaro. Arguíram se Dino iria seguir a cartilha de Lênin, se usaria a camisa vermelha debaixo da toga, se transformaria o Brasil numa Venezuela, se iria julgar contra os que lutam pelo progresso da Amazônia, queimando florestas, envenenando os rios e explorando as reservas indígenas. Insistiram na mentira da urna eletrônica não auditável e na anistia para os golpistas de 8 de janeiro, e se Dino perdoaria os criminosos que o ameaçaram e a seus filhos menores de idade. Não perguntaram se Dino seria capacho de Lula como os ministros André e Nunes Marques são de Bolsonaro até hoje. Flávio Bolsonaro chegou a insinuar que seu pai, em seu governo, teria cogitado dele ascender a ministro do Supremo – se Dino pode, por que não eu, que sou advogado? O mais intragável de todo esse bando é rotular o STF como uma ditadura judicial, quando todos estariam unidos em torno do ditador Bolsonaro se o golpe tivesse dado certo. Atribuir aos bolsonaristas delírios persecutórios, alucinações ou distúrbios psíquicos é apequenar os crimes que incorrem quando acusam seus adversários dos mesmos crimes que já cometem há muito tempo, encobertos pela indústria de fake news que forjaram para enganar, difamar e distorcer o que é veiculado. Para desestabilizar a verdade e engravidar a mentira, sem o menor receio de ferir de morte o “Brasil acima de tudo”, nem nunca se preocupar com “Deus acima de todos”. Se, segundo eles, Inferno não existe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias