O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

A PANDEMIA IRÁ MUDAR O MUNDO?

Clique aqui e leia um capítulo do livro

Durante a pandemia, desviei minhas atenções para textos espirituais voltados para analisar esse fenômeno histórico e suas consequências na ordem geral das coisas, aproveitando o ensejo das intervenções espirituais que realizava quinzenalmente na Fundação Marietta Gaio e passei a fazer em casa evitando o contato presencial. Deitado na cama, fechado no meu quarto, no escuro, por uma hora, diferente do praticado num salão com leitos na Fundação, onde médiuns entoavam orações, cânticos, leitura e comentários de temas dissecados por Allan Kardec em O Evangelho segundo o Espiritismo, dentre outros. Tanto na Fundação quanto em casa, assistido pelos espíritos, na penumbra.
Concentrei-me nos momentos obscuros e sombrios desse episódio inédito na Humanidade, buscando conexão e respostas para as questões pandêmicas no Livro dos Espíritos, de Allan Kardec – livro de perguntas e respostas para se conhecer melhor o Espiritismo. Fui encontrando surpreendentes elos e esclarecimentos na obra de Kardec. Tanto que no final do ano pandêmico de 2020 precisei parar de modo a descansar a mente. Exaurido por tantas incursões mentais.
A pandemia irá mudar o mundo? é o primeiro livro espírita que publico, desde que cotidianamente comecei a escrever há cerca de 25 anos abordando, em meio a outros gêneros de livros já publicados, a influência da espiritualidade em nossa vida terrena, quando foi se enraizando em mim a ciência espírita e amadurecendo ideias e conceitos os quais me pus a estudar e praticar, resultando em farto material aguardando o tempo certo e a oportunidade adequada para publicação.
Anteriormente ao que corresponde a uma verdadeira escalada de montanha, eu ainda nada enxergava, não distinguindo sinais claros que nos são frequentemente enviados e, portanto, espiritualmente, não exercitava a mente. E a cada pôr do sol ia perdendo o que ainda não possuía. Outrora muito voltado para metas, linhas de chegada e conquistas, demorei a atinar sobre quem você vai se construindo nessa caminhada como ser humano. Repensando o quão sem sentido você pode tornar essa vida.
Foi sob o holocausto que nos subjuga física e emocionalmente pela escala assustadora de contágio e de mortes que a pandemia deixou aflorar os temas reinantes no livro. “A pandemia irá mudar o mundo?”, num “Mundo difícil de se encaixar” e, assim sendo, “Por que tanta dificuldade no mundo para nos unirmos?”. Será que “O Mal prevalecerá sobre o Bem na pandemia?” ou “O mundo não mais será o mesmo de antes da pandemia”, diante de “A praga viral surgiu para amadurecer nossa consciência?”. “Custa caro elevar o espírito”, salvo se o “Mito da caverna” a ela retornar.
Temos um período finito de tempo para evoluir e nos aperfeiçoar. Esse é o recado da pandemia para mudanças comportamentais de relevo na Humanidade. A forma escolhida foi uma pandemia e não uma guerra, justamente para não gerar sentimento de animosidade, divisão ou rancor.
Chico Xavier já havia previsto: um dia, haverá só uma religião no mundo e terá o nome de fraternidade.

Categorias