O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

A REJEIÇÃO

O ator Will Smith parece estar com dificuldade para lidar com a rejeição que vem sofrendo em sua vida pessoal e profissional depois do tapa que ele deu no comediante Chris Rock, durante a premiação do Oscar. Agiu de forma impulsiva em defesa de sua mulher injuriada por uma piada de mau gosto, que nem engraçada foi.
A classe artística passou a rejeitar Will Smith, sustado no Netflix o lançamento de filme estrelado por ele, interrompido o desenvolvimento da produção de outro filme, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood ainda pensa em puni-lo não o deixando participar de cerimônias ou mesmo perder a estatueta de melhor ator que conquistou por sua atuação em “King Richard: Criando Campeãs”. O próprio ator renunciou à instituição, em ato de boa vontade, aceitando qualquer castigo que lhe for infligido.
Resultado: Will Smith resolveu se internar em uma clínica de reabilitação para lidar com o sentimento de rejeição. É assim que se faz nos Estados Unidos, ou você reconhece o embaraço, o constrangimento ou a ofensa à sociedade pelo seu comportamento antissocial, se internando e se tratando em uma clínica de reabilitação como um bom cidadão, caso contrário, fica malvisto, passa a não ser aceito e o disse me disse da imprensa livre acaba por derrotá-lo fragorosamente, indo para o olho da rua e se transformando num farrapo humano.
A rejeição é difícil para qualquer pessoa. Ninguém gosta de ser escolhido por último em qualquer time que venha a ingressar. Não ser correspondido no amor. Não ser selecionado para aquele emprego. Se somos seres sociais e precisarmos uns dos outros para sobreviver. Não podemos viver isolados. Ainda mais que temos uma necessidade natural de sermos amados.
E se a rejeição atingir pessoas com fama internacional, que vivem de sua imagem, acaba por afetar diversas esferas de sua vida e acarretar consequências extremamente negativas, além de tristeza, baixa autoestima, ondas de raiva e agressividade. Passando a evitar o contato social ou não mais se sentindo à vontade em público por medo de ser mal interpretado ou rejeitado novamente. Sem contar os surtos depressivos, abuso de substância e até suicídio, em tese.
O tapa saiu caro. Will Smith foi banido por dez anos do Oscar, seja como indicado ou convidado para a festa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias