O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

APROPRIAÇÃO INDÉBITA DE DARWIN TORPEDEIA OPORTUNIDADES IGUAIS

Darwin foi acusado de rasgar a Bíblia quando afirmou que o homem descende de um ancestral comum ao dos macacos e que as espécies evoluem a partir de mutações aleatórias e da seleção natural dos mais bem adaptados. Graças à sua postura antiescravagista, recentemente veio à tona que todos os seres humanos compartilham a mesma linhagem sanguínea em razão de sua ancestralidade comum. Brancos, negros e amarelos. Ou europeus, asiáticos e africanos. Ou cristãos, muçulmanos e mongóis. Ou gregos, persas e romanos. Ou egípcios, hindus e chineses. Se houvesse fundamento na aparência externa para separar o joio do trigo, as chamadas raças inferiores teriam desaparecido com a escravidão, segundo a lei da seleção natural. Descoberta que só ganhou corpo porque inserida no mesmo capítulo da História do Mundo em que a batalha contra a discriminação vem sendo vencida, com a elite, atenta a seus privilégios, sublinhando que não cabe mais falar de raça ou etnia, pois significaria explorar indefinidamente o racismo, a ancestralidade sofrida, enfim, a vitimização.  Cientificamente, a política de cotas para negros estaria ultrapassada, além de ser um incentivo ao ódio racial. Só não se consegue abolir a apropriação de idéias que mudaram o mundo, na defesa de interesses rasteiros em refrear a expansão da consciência negra, que traz luz à exploração do homem pelo homem e aos inúmeros artifícios de que esses feitores modernamente se utilizam para manipular a ciência em benefício de seu bem-estar, conforto material e manutenção do status quo: a sua religião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias