O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
maio 2021
D S T Q Q S S
« abr    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

BOM DIA A CAVALO

Quem muito fala dá bom dia a cavalo. Quem tem muita necessidade de conversar acaba dando bom dia a cavalo. Na maior parte do tempo é traído pela tendência de falar sem pensar. Dirige-se a quem quer que seja para conversar. É quando demonstra sua personalidade insaciável em se comunicar. A ponto de causar inveja nos reprimidos de nascença, que o acusam de invasivo e espaçoso, tamanho o trânsito dentre os sociáveis e a capacidade de fazer amigos na vida mundana.
Fala demais, sem medida, um tagarela a caminho de destrambelhar que costuma levar inadvertidamente os seus problemas familiares para fora do âmbito doméstico. Se assim for, um bisbilhoteiro que não guarda segredo e facilmente fala sobre tudo o que ouve. Podendo resvalar para leviano, se com sua língua ferina dá conhecimento a outrem localizando fatos e identificando pessoas numa roda de amigos. É quando entrega tudo de bandeja e enxuga o veneno que escorre dos cantos da boca.
Em compensação, não faz distinção nem discrimina. Não é hipócrita, diz a verdade doa a quem doer. Bate de frente com as mulas que não andam e com os ordenadores de etiqueta que exigem modos – componha-se!
A carreira de dar bom dia a cavalo é interrompida pelo cansaço quando descobre que o cavalo não responde, não existe ida-e-volta nessa conversação. Considerado linguarudo que leva-e-traz, percebe que desperdiçou energia quando deu pérolas a porcos. Passa a selecionar melhor as amizades. Tira do seu caminho biltres, parvos e songamongas.
Freud localizou o bom dia a cavalo, na sua origem. Na necessidade de falar precocemente com os adultos, já que as crianças não têm todas as respostas para satisfazer àquela fase dos porquês. Cresce brigando contra a própria sombra, irritando-se com a máxima: saber silenciar, em certas ocasiões e nos momentos oportunos, pode ser mais sensato.
Quem dá bom dia a cavalo arrepende-se com freqüência, de tanto se meter em assuntos alheios e tornar-se inoportuno. Mas não abre mão do seu carisma e poder de atração que exerce nos petit comités, arraiais, festanças e – por que não? – nas massas.
Apenas quer ser valorizado, pois tem um recado a dar.

7 Comentário para BOM DIA A CAVALO

  • Há mais de uma maneira de interpretar esse velho ditado, mas uma coisa é certa: DAR BOM DIA A CAVALO e não À, haja vista que o fenômeno da crase não ocorre antes de palavras masculina, salvo se estiver subentedido moda ou maneira. Abraço a todos.

  • Acredito que a resposta mais próxima da realidade seria a do nosso amigo Benvindo Gonçalo Silva, pois que, algum tempo atrás, quando ainda não havia meio de transporte motorizado, o mais comum era os cavalos e burros. Assim sendo, quando uma pessoa montada, depara-se com um indivíduo considerado linguarudo e falastrão, deixava-o falando sozinho, sem mesmo descer do cavalo para uma prosa, deixando-o então somente com o bom dia, para que a conversa não se estendesse. Por isso, caros leitores, seja pronto para ouvir e tardo para falar, para que não venha lhe cair a fama de linguarudo e tenhas que ficar falando sozinho, sem amigos, ou recebas desculpas esfarrapadas para te evitarem.

  • Eu ja acho que o bom dia a cavalo se encaixaria melhor quando falamos com algumas pessoas e elas nos da uma má resposta, ai sim, nos deparamos com um “cavalo” Que me perdoe o cavalo!

  • Bom dia a Cavalo, e quando em nossa cavalgada deparamos com pessoas, que falam muito, sem conhecimento e sem sabedoria, não podemos dar ouvido e nem muita atençao,o melhor e covidá-lo o nosso amigo irracional, para seguir em frente, e dixar um Bom dia mesmo a cavalo para não cansar o pobre animal.

  • Meus alunos dão bom dia a cavalo, bom dia à Cavalo, bom dia tijolos e tudo mais. Que mal é esse (ou será bem?) que aflige estes jovens? Esta necessidade de se fazer ouvir mas de não se fazer a escutar? É uma rebeldia adolescente, mas não inconsequente. Quem muito dá bom a cavalo, cansa-se sim, mas antes, cansará o cavalo, as mulas e os burros que estão a ouvir.

  • só uma observaçao… bom dia à cavalo é o correto, pois na epoca os que muito falavam nao eram convidados a descer do cavalo e entrar, por isso davam bom dia à cavalo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias