O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
junho 2021
D S T Q Q S S
« Maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

CAPÍTULO CXXXIV – ESPÍRITO ERRÁTICO

O Espiritismo tem por fim combater a incredulidade ou os que apenas duvidam e suas funestas consequências, fornecendo provas patentes da existência da alma e da vida futura. Mas não se impõe ou vem forçar nenhuma convicção, já que a liberdade de consciência é consequência da liberdade de pensar, um dos atributos do homem; caso contrário, entraria em contradição com os seus princípios de caridade e tolerância. O fenômeno das manifestações espíritas é acessório, embora embasbaque a maioria, mas quantos não disseram que a doutrina espírita já havia germinado em seu cérebro, a despeito da forma confusa, a sinalizar a necessidade de lhes dar um corpo? Ingressando em si como um raio de luz.
Não são poucos os que não preveem nem providenciam a tempo, entregando-se à ociosidade e ao pessimismo, até que tudo desaba e forças interiores triunfam, debulhando-se em lágrimas ao não ter dado sequência ao objetivo e finalidade que cerca cada encarnação. Ao programa elevado, seguiu-se projeto morto, e suas consequências – Deus não espalharia mundo afora propósitos a esmo.
Prosseguindo a intervenção espiritual, sem ainda ser presencial na Fundação Marietta Gaio e realizada na residência de cada médium e de quem se encontra sob tratamento, segundo o calendário da Fundação, com todos obedecendo ao regime de confinamento em face da pandemia do coronavírus, a centésima trigésima quarta intervenção espiritual, em 12 de fevereiro de 2021, efetivou-se sob a égide da leitura de “Vinha de Luz”, 42 (“Afirmação e ação”), de Chico Xavier pelo Espírito Emmanuel, e estudo preliminar do capítulo 21 (“Haverá falsos cristos e falsos profetas”), item 10 (“Os falsos profetas da erraticidade”) do livro de Allan Kardec, “O Evangelho segundo o Espiritismo”.
Há Espíritos aqui encarnados que, sob a falsa aparência de amor e caridade, semeiam a desunião e retardam a obra de emancipação libertadora da Humanidade. Sob a fachada de velhas raposas, se esmeram no iludir o próximo. Mas há maneiras de reconhecê-los. Passando-os pelo crivo da razão e do bom senso, vereis o que deles restará.
Recusai rigorosamente todos esses Espíritos que se apresentam como conselheiros sem escrúpulos, pregando a divisão e o isolamento, na sua maioria vaidosos e medíocres, sedentos de poder, que tendem a se impor aos homens fracos, distribuindo-lhes louvores exagerados a fim de mantê-los sob seu domínio. Claramente obsediados ao se sentirem privilegiados por comunicações que só eles podem captar.
Aos falsos profetas da erraticidade, a ciência do Espiritismo e o que fará justiça desmascarando essas comunicações mentirosas e astuciosas, procedentes de um grupo de mistificadores extremamente perverso.
Da intervenção espiritual, depreendi que falta um vínculo de ordem pessoal a ser trabalhado como provação a ser superada, como, por exemplo, vencer seu pessimismo crônico, condição sine qua non para bem se espiritualizar. Torna-se sim imperioso mudar o status atual de seu estado de espírito, que certamente contribui para males irromperem. No mínimo, ganharás um estado de espírito que pode até surpreendê-lo do quanto é capaz para avançar e evoluir.
Vínculo é o que precisa ser desfeito para abrir caminho e livrar-se de maus hábitos, como procurar se mostrar forte para vencer na vida a todo custo. Levado ao extremo, isso não faz bem à fragilidade que nos assedia para aguçar nossa sensibilidade. Vínculo aqui significa apego demasiado ao inapropriado à sua evolução. Para que você não resulte num Espírito errático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias