O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

HISTÓRIAS DE NOVA YORK

Me contaram. Histórias de Nova York, precisamente no seu coração, em Manhattan. Onde só tem gente doida, por ser a vanguarda do mundo, mas que não é perseguida, e anda solta. Ocorreram com minha amiga Virgínia, que lá morou por décadas. Primeiramente, foi abordada por um homem que a abraça e lhe diz “você tem um lindo rosto e o que mais quero é beijá-la”. Virgínia mal conseguiu se livrar do seu assédio. Três horas depois é a vez de uma mulher a atacando com bolsadas e a lançando ao chão, gritando “eu odeio sua cara”.
15 anos depois, na mesma cidade, tudo se repete, dessa vez com os sexos invertidos. Ou seja, o homem a esmurra exigindo que Virgínia o deixe viver em paz, sem mais importuná-lo. Quatro horas depois uma mulher se aproxima e cria um clima de amor, declarando-se fascinada com o que Virgínia transmitia de sua personalidade.
Antes que alguém pergunte: nenhuma pinta braba. Eram pessoas diferentes transcorridos 15 anos, e tampouco conhecidos de Virgínia em ambos os casos, com o ódio vindo sempre em sequência ao amor, e apenas os sexos alterando a ordem dos fatores, como se não bastasse ocorrer tudo sempre no mesmo dia.
Lição para não ser seguida: cuidado para quem você olha em Nova York, cidade que torna fácil o encontro amoroso, a paixão surgir do nada, bem como mascarar a frustração se não escolhido até hoje como o eleito. Dá raiva. Um dia irá descontar no primeiro que aparecer à sua frente e que não tem nada a ver com isso. Ou então a própria paixão não corresponder às expectativas e propiciar um dia de fúria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias