O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

PARA FORMAR SUA CONSCIÊNCIA, LEIA EXCLUSIVAMENTE O QUE INTERESSA

Na Revolução Comunista, Lênin determinou que cada cidadão deveria ter uma biblioteca acessível em 15 minutos de caminhada de sua casa. O legado de 115 mil bibliotecas espalhadas pela Rússia de hoje. Contudo, a difusão do livro, dos grandes centros às cidades mais afastadas, não significou o acesso amplo e irrestrito ao imenso acervo no período soviético. A partir de 1930, o regime foi endurecendo e as longas fileiras de livros minguando nas infindáveis prateleiras, escondidos do público, por serem de natureza política contrária aos interesses do povo, proscrevendo religião, sexo e outros temas, que deveriam ser destruídos. Da utopia em tornar o russo comunista muito mais culto do que o russo czarista, à extrema ignorância de extensas listas de títulos que não podiam ser lidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias