O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

SER VÍTIMA É O PERSONAGEM PRINCIPAL DE SUA HISTÓRIA?

As coisas podem não dar certo em determinados pontos de nossa vida ou se transformar numa grande oportunidade de crescimento e de sucesso.
Só que, muitas vezes, optamos por olhar para esses desafios com uma visão equivocada que nos coloca como vítimas das situações, dando uma dimensão maior à causa mortis que decorre de nossos dramas pessoais, cujo final nunca será feliz – se nossas vidas não derem certo.
Quantas vezes vemos pessoas guardando para si os dramas da infância ou adolescência que foram a causa da infelicidade ou da não realização como adultos, sem perceber que abrir o sofrimento pode ser a única saída para quem a vida ficou retida num enredo onde a vítima é o personagem principal.
O resultado é que acabamos nos confundindo tanto que os dramas se repetem inúmeras vezes e, a cada repetição, colocamos mais lenha na fogueira, sem observar que queimamos nossos sonhos e possibilidades de uma nova vida.
Não viemos ao mundo para perpetuar um teatro onde a vítima é sempre o principal personagem, e sim para superar e crescer com os obstáculos que nós mesmos criamos e colocamos nos nossos caminhos para nos proporcionar o aprendizado de que necessitamos para chegar ao nosso âmago.
Se vamos nos fechar em um casulo ou nos desapegar desse estigma de vítima, é sempre uma escolha nossa, e que pode ser feita a qualquer momento. Nunca é tarde para renascer, ainda mais se temos tudo que precisamos para nos libertar dessa escravidão.
Basta nos guiarmos pelo mapa que se abre diante de nós para entender esse caminhar onde as rotas nem sempre estarão delineadas, e que irá nos levar a quem verdadeiramente somos. Os obstáculos e desafios na verdade não são para nos impedir de prosseguir e nos fazer desistir. São pontos para nos induzir a refletir e retomar nosso fôlego com a necessária energia para seguir em frente.
Pouco importa o tempo em que consumimos nossos dramas e o quanto eles se revelam sofridos e difíceis de superar. Eles são na medida exata de que precisamos, ninguém vive o que não tem que viver e o relevante não é o tamanho do desafio. E sim se os empecilhos irão nos dar força para vencer os próximos passos nessa trajetória que escolhemos percorrer aqui na Terra.
Chega de reclamar e fazer drama para não desperdiçar o presente de Deus que é estar aqui e poder evoluir nesse novo tempo que nos foi concedido. Será que vamos deixar passar mais uma oportunidade ou nos imbuir de mais coragem e avançar para ir além?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias