O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
julho 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

TODO EFEITO TEM UMA CAUSA

As vicissitudes da vida corporal podem funcionar ao mesmo tempo como expiação por erros cometidos em vida passada, assim como obstáculos a serem ultrapassados na construção de sua vida futura, de forma a permitir a evolução – o grande objetivo. As provações nos depuram e nos elevam conforme nós as encaramos e sofremos em consequência de sua ação. Procurando na resignação encontrar um caminho que evite a reclamação a esmo e descontrolada, detendo a recriminação ou a censura de seus atos, ou mesmo a contínua repreensão em voz baixa.
O Espírito é sempre chamado a decidir em qual corpo (em quem) reencarnará, salvo Deus, que sabe de antemão que alma se unirá àquele corpo. O critério de escolha do Espírito será condicionado às provações que deve sofrer o levarem a evoluir, a avançar conforme as imperfeições forem sendo vencidas. Há que ter conhecimento de causa antes de entrar no corpo por ocasião de seu nascimento para que a rendição à escravidão da matéria não se torne um martírio. É como um viajante que embarca numa travessia perigosa e que não desconhece os perigos a que se expõe e que encontrará a morte nas ondas de um mar revolto que irá enfrentar, o que não significa que naufragará. Ele tem noção antecipadamente do gênero de provações às quais se submeterá, mas ele não sabe se sucumbirá.
O mal oriundo de preferências menos dignas tem de ser pacientemente examinado antes de destruído de pronto. Pois o joio surge em meio à atividade incessante e intensa, ameaçando a colheita do trigo. Mas o homem comum ainda não dispõe de visão adequada para identificar a obra renovadora, anda a passo de cágado e constantemente perde a esperança na vitória final do Bem, ao se distanciar de ternas responsabilidades que falem ao coração.
Contudo, há males que parecem se direcionar para atingir o homem como se fosse uma fatalidade. A perda de seres queridos e dos que sustentam a família. Os acidentes, as calamidades naturais e os reveses da vida, tornando inútil toda cautela ou prudência. As enfermidades de nascença, as deformidades, a idiotia, o cretinismo, que tira a tantos infelizes os meios de ganhar a vida. Não fizeram nada nesta vida para merecer um destino tão triste e sem reparação, que não puderam evitar, impossibilitados de mudarem por si próprios e que os expõe à caridade pública. Problemas que nenhuma religião pode justificar e que instigam a negação da bondade e da justiça de Deus.
Essas misérias humanas são o efeito que deve ter uma causa. Como a causa vem sempre antes do efeito, se não se vincula à vida atual, é porque se localiza numa existência anterior. Evidenciando a lógica da justiça de Deus.
O homem nunca escapa das consequências de suas faltas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias