O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

11º MANDAMENTO

O clamor público perante o mundo transbordar de pecados e a maior criatividade dos infiéis reduz Sodoma e Gomorra a um baile de carnaval. Diante da banalização da infidelidade conjugal, o perjúrio é um tiro n’água. O que incentivou a Igreja Metodista Britânica a instituir um concurso para escolha do 11º mandamento, com o intuito de atrair o jovem e a turma que vacila no espiritual.
Para quem começou o século XXI com Osama na cabeça, não é de se estranhar que a escolha tenha recaído em “Não serás pessimista”, seguido de “Não matarás em nome de Deus”. Havia que se preservar no decálogo um espaço para os roqueiros: “Não adorarás falsos ídolos pop”. A última novidade nas moléstias, a obesidade, foi contemplada: “Não consumirás o equivalente a seu peso em balas”. Ganhou visibilidade um drama que começa a nos assustar: “Não mudarás de time caso o seu caia para a Segunda Divisão”.
Constantemente acusada da falta de senso de humor e de determinar como o fiel deve pensar e agir, a Igreja fez a opção pelo pop, pela cultura de massa, sem se importar se batem o ponto nos cultos dominicais. Os autores dos mandamentos finalistas foram premiados com telefones celulares de última geração.
Enquanto no Brasil, acusados de sermos um povo simplório que se fascina em torno da pieguice do Big Brother e minimiza o incitamento à disputa entre classes sociais, graças à cordialidade inerente às nossas raízes, a doce e desconhecida Ariel faz questão de distribuir ovos de Páscoa para familiares, amigos, a todos com quem se relaciona e tem contato. Numa manifestação singela de amor e carinho infundida pela tradição do coelhinho. O padre Marcelo está no caminho certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias