O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

A GRANDE TRANSIÇÃO

Segundo Joanna de Ângelis, opera-se, na Terra, a grande transição anunciada pelas Escrituras e confirmada pelo Espiritismo. O planeta em crise experimenta convulsões atípicas, tanto na sua estrutura física e atmosférica, ajustando as suas diversas camadas tectônicas, quanto na sua constituição moral. Isto porque os espíritos que o habitam, ainda estagiando em faixas de inferioridade, estão sendo substituídos por outros mais elevados que o impulsionarão pelas trilhas do progresso moral, dando lugar a uma nova era de paz e de felicidade. Os espíritos renitentes na perversidade, nos desmandos e na vileza estão sendo recambiados lentamente para mundos inferiores onde enfrentarão as consequências dos seus atos deploráveis para serem recuperados e inclinados ao cumprimento das leis de amor, na medida que o aprendizado vá modificando os hábitos infames a que se entregaram. Caso se oponham às exigências da evolução, sofrerão os efeitos danosos da sua rebeldia, ao lhes ensejarem ser úteis junto a raças atrasadas e ignorantes num tipo de expurgo temporário em regiões primárias. Concomitantemente, espíritos nobres, procedentes de outras Esferas, estarão chegando a fim de promoverem o bem e alargarem os horizontes da felicidade humana, trabalhando infatigavelmente na reconstrução da sociedade então fiel aos desígnios divinos. Não serão apenas os cataclismos físicos que sacudirão o planeta, como resultado da destruição ambiental, geradora desses fenômenos, mas também os de natureza moral, social e humana que marcarão os dias tormentosos que já se vivem. A melhor maneira, portanto, de compartilhar conscientemente da grande transição é através da consciência de responsabilidade pessoal, realizando as mudanças íntimas que se tornem próprias para a harmonia do conjunto. O indivíduo que se renova moralmente contribui de forma segura para as alterações que se vêm operando no planeta.
Se diariamente há movimentos de aproximação entre tantos que se candidatam ao bom entendimento, quanto mais perante a vida eterna. Com alguns trazendo a mão reconfortante e amiga da assistência fraternal, outros portando o júbilo próprio de uma esperança sublime. Permitindo o estabelecimento de novos acordos.
Daí não caber apressar o seu fim ao final de sua encarnação, se vítima de cruéis sofrimentos e agonia crescente, sabedor de que seu estado não inspira mais esperanças. Ademais, ninguém pode afirmar com certeza que sua hora tenha chegado, se até a Ciência se engana em suas previsões. E se o doente reanimar e recobrar sua lucidez por breves instantes para se arrepender do que não fez, logo durante a grande transição?
Se ainda ignora o que seu Espírito pode fazer nos instantes derradeiros de vida e, com isso, quantos tormentos poderá suavizar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias