O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

A IRRITAÇÃO DO PRÍNCIPE

FHC esticou seu mandato inventando a reeleição para reinar por mais tempo e tirar da cabeça do teimoso Lula a mania de ser presidente.
O tiro saiu pela culatra. FHC corre o risco de ver Lula reeleito. Mas o que deixou o príncipe irritado foram os institutos de pesquisa aconselharem-no a se calar sob pena de favorecer seu desafeto. Impedir o pavão de abrir a cauda para mostrar o colorido das penas equivale a uma sentença de morte. Doutor que é, deveria ter a sabedoria de Sarney e se tornar imortal.
Não adianta tirar proveito das inconveniências de Lula. Fazer piada com camelo na África não incomoda 85% do eleitorado de até cinco salários mínimos. Bateram pesado no “homem”, acusando-o de bebum, de não ler um livro sequer e de ser o último a saber o que se passa nos corredores palacianos, extrapolando o julgamento de político para pessoal.
O governo Lula diminuiu um quarto da dívida externa – de 114 para 84 bilhões de dólares -, além de quitar antecipadamente seu débito com o FMI e o Clube de Paris. Conseguiu uma façanha num terreno no qual os tucanos ditavam cátedra: a economia. Restou ao FHC como mote o mensalão, o desvio na ética para comprar o poder. Um câncer, se comparado com o nódulo no seio do governo Collor.
Aos tucanos nunca lhe apeteceram candidatos carismáticos, por associarem a demagogia. Contudo, explorar ética em campanha eleitoral, depois que o PT a violentou no poder, é apelar para os mais baixos instintos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias