O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

ALGUNS TRECHOS – ILUSÃO DE ÓTICA


Lobotomia Consentida

E toca de conversar sem que o fôlego pudesse se intrometer, nem mesmo quando dançavam, vidrados um no outro. Ela beijou-o, para saciar a curiosidade de provar a espuma da cerveja misturada ao bigode, atiçada pela língua, que não parava de se mexer. Ele beijou-a, enamorado. Sob a mira do olhar de Dona Leda que, rodando a baiana, aprovou a substituição de genro.

Não tem escapatória

Apercebeu-se de que, para se apaixonar e ser acarinhada, não podia mais cair no oco do mundo. Teria de parar e olhar em volta. De pé. Sobre suas próprias pernas. Sofrendo o ônus de ver seu íntimo vasculhado.

Namorei tanto que fiquei com a boca inchada

Que preocupação tola e fútil em se questionar e rascunhar mentalmente diálogos que jamais iriam acontecer! Pura ilusão, ambicionar o seqüestro de sua simpatia e – a glória! – de sua vontade, a partir de estratégias extraídas de receitas contidas em compêndios. Caiu no vazio, o mais importante é aprender a beijar.

A utopia do amor eterno

A exaurida chama do matrimônio de Romeu e Julieta desprendia golfadas de fumaça, de onde mal se podia ver Romeu emaranhado na teia de aranha tecida por Julieta. Porque era assim que ela vislumbrava os dias que estavam por vir. O lirismo e a pureza do romantismo dos tempos de Verona cederam espaço à insana possessividade e ao agrilhoamento do outro.

O declínio da lua-de-mel

Esses inocentes que cultuam a lua-de-mel, tal como nos tempos dos espartilhos e do paletó e gravata, não se aperceberam de que a lua-de-mel é a antecâmara da convivência estreita e na justa medida para saber se os dois se querem ou estão representando para o Pinóquio julgar. Correndo o risco de transformá-la numa orgia ou num passeio pela Disneylândia do consumo, vindo a desfalecer na primeira curva do rio, o casamento, o relacionamento, a experiência conjugal, transa, ou qualquer símbolo a ser expelido pelos programadores visuais, que reprogramem nossa visão arcaica sobre sentimentos.

Dom Quixote no século XX

Cínicos dizem que a ingenuidade do romance e o conceito de honra dos cavaleiros estão deslocados no amanhecer do terceiro milênio. Não chegam a abalar a crença dos que permanecem fiéis aos valores do reino sem terras de Dom Quixote.

Bulimia

Iara já transparecia sinais visíveis de procurar transformar o homem em objeto de sedução. Evitava o beijo na boca e permitia que o prazer aflorasse através dos corpos colados sob as roupas, em um recanto às escuras, obrigatório em festas bem organizadas. Ao longo de sua estrada, principiava a fincar as primeiras placas de ‘Proibido’ a tudo que diz respeito ao corpo sexuado de seu homem eleito.

Virado pelo avesso

Não havia pressa nem espaço para exclusividade e exclusão dentre os lunáticos. O livre exercício da homossexualidade não impediu que se reproduzissem em progressão geométrica.

O degenerado

Capitão do Exército, reformado, perdera a mão num exercício de guerra, puxando o pino da granada com a mesma afoiteza que abria a lata de pêssego em calda, a fim de saciar a fome assassina. Suspirava de nostalgia da ditadura militar, lamentando não ter nascido na época, em estreita vigilância na caça a políticos corruptos e ideologias espúrias que maculavam a brasilidade do país.

A brasa

Todo e qualquer varão ou vilão que dela se acercava enaltecia sua inteligência e o raro brilhantismo no terreno das decisões. Entretanto, passados alguns dias, estranhamente batiam em retirada, sem maiores explicações. (…) A auto-suficiência, o orgulho e a vaidade de Angelina impediram-na de investigar as razões dessa privação de interesse.

Estaca zero

ELA – Escuta, será que nenhuma das mulheres com quem você andou não te ensinou a combinar melhor camisa com calça? Não ir a restaurante chique de bermuda? Sai dessa, abandone seu jeitão ripongo, pra lá de surrado e fora de moda. ELE – Primeiro, que essa história de mulher trocar vestuário de homem é coisa de quem quer reformar a personalidade do outro para que se encaixe na sua. Segundo, será que você ainda se recorda do combinado para o fim de semana, de nos reconciliarmos, pela enésima vez, numa lua-de-mel…

Ciclone imprevisto

Não me parece absurdo mostrar como sou, de pronto. Os imprevistos surgem para serem bem aproveitados por quem está ligado em outras dimensões do tempo, fora do alcance dos cinco sentidos capitais.

Santo Daime

– Eu não quero mudar para atender aos interesses de outrem, que deseja se apropriar de mim, decidindo o que é mais acertado, sob o pretexto de dar direção à minha vida. – Olha, se arrancado o véu da censura, torna-se difícil distinguir quais são os domínios do Bem e do Mal. Estas duas virtudes podem se justapor na mesma silhueta.

Amém

Mirtes não gostava muito de mulher. ‘As mulheres possuem um arsenal variado de artimanhas, semeando intrigas e dispostas a enganar e dissimular. Pouco me importa se é a via preferencial para conquistar e preservar marido. Não quero que pairem desconfianças sobre meu caráter. Respeito é bom e eu gosto.’

À minha inesquecível amiga e confidente Cecília

Os homens querem se apropriar do meu viço e desejo, ao fazerem promessas que buscam minar o flanco mais indefeso do meu feudo romântico. O tilintar do telefone ou a batida na porta pode ser a senha para o início do saque ao tesouro, dificilmente amealhado ao longo dos anos.

Vazio

A mulher burra não tem vergonha de afirmar o que pensa – a moral oscila de acordo com suas conveniências. Revela inapetência para aprender mais do que suas mães lhe ensinaram. Todavia, libera tanta emoção e espontaneidade, a ponto de fazer o homem reverter o dogma de que é inevitável a existência de amantes oxigenando seu sangue.

Promessa para um príncipe encantado

Colou o nariz na janela congelada, à espreita de um verdadeiro príncipe encantado, que a provesse no saboroso imaginário do casamento e a energizasse de iguarias e condimentos nunca antes provados.

A interminável noite do reveillon

Lamentou não haver mais igrejas no bairro a fim de que as badaladas dos sinos a ensurdecessem de tal forma que não ouvisse as batidas aceleradas do coração, denunciadoras de um enorme vazio, impotente para barrar a entrada da angústia, do temor e do descrédito.

Paralisia

Dois machões, que se tornaram fracos e acomodados, escondendo-se atrás de um simulacro de amor. Triângulo amoroso em que pontifica o feminino, rebaixando os dois ex-machos, por força de terem entrado em decadência. Queda livre, sem se esborracharem no chão, pois notaram estar sustentados por um fio elástico, que os despertou tardiamente para a realidade de marionetes.

Coração partido

A dois passos do portal da felicidade, faltando apenas implantar alguns tufos de grama no jardim e comprar sapatos de cristal adequados ao tapete vermelho que a conduziria até o altar, descobre que ele se encantara por outra princesa.

O hipocondríaco

Apenas quando você se encontra fora do contexto de uma situação, a uma distância segura, é que pode avaliar o despropósito e o desvario que o fascínio da conquista desencadeia no ridículo homem feliz.

Marasmo

Jamais imaginara reescrever sua cartilha de como fazer amor e dar aos homens exatamente o que eles tanto buscam. Suas forças morais denotavam desaquecimento. O leve aceno da frouxidão acendia o ânimo da melancolia.

Impaciência

Transpirando por todos os poros, misturando suor com lágrimas, seguiu-os até a casa do outro, flagrando-a subindo nos seus pés e sendo possuída contra a parede, com o mesmo beijo de fel que havia aplicado nele.

Poderosa e sempre triste

Centrei sua imagem em uma felina perigosa, segura de sua realeza e pronta a dilacerar a presa que acabou de caçar, o que me deixou inibido e temeroso quanto à entrega, ao sentir minha potência sob a ação de um torniquete.

Acordo entre as partes

O êxtase provocado pelo ídolo fez os olhares do casal sonhador se cruzarem. Não titubearam. Aproximaram-se. Cantaram à mesma voz. De boca aberta. O suor, porejando nos rostos e nas camisetas, transparecendo os mamilos do peito de ambos, fez com que se encostassem. Para dar certeza da súbita atração.

Com a mão na massa

Se você se assusta com as minhas emoções, não o faça. A única expectativa é de que aja com naturalidade e espontaneidade, transparecendo quem é. De minha parte, não haverá cobranças.(…) Suas avarias e o meu medo não nos permitem cogitar de construir qualquer relação, nem de fazer planos. Cada palavra emitida, vivida e sentida não tem o compromisso de estender sua verdade pelo tempo.

Olho neles!

Não é absurdo flagrar vestígios de decadência e artificialidade na alegria farta de qualquer final de festa. (…) Ilusão é a última que morre.

É a cara do pai

Como se, naquele momento, todas essas mulheres tomassem conhecimento de quem ele havia passado na cara e fossem submetê-lo à execração pública, à semelhança do tempo dos judeus do antigo testamento, quando apedrejavam as adúlteras.

O urinol

Diogo desconjurou o pior dia de sua vida por não saber onde se esconder dos olhares penetrantes dos passageiros, multifacetados em piedade, constrangimento e horror.

A televisão

Ao ligar o televisor, tentei manipulá-lo sem consultar o manual, como que a demonstrar superioridade do ser humano e uma intimidade que me custou caro.

Nada como uma caveira depois da outra

A lua de fel encharcava o leito do amor onde ambos continuaram a se digladiar entre urros lancinantes que anunciavam os próximos orgasmos.

Vou voltar para as cavernas

Sob o impacto dos pingos da chuva e o relampejar dos trovões a ricochetear sobre o carro na estrada, a família decidiu desanuviar o desapontamento do retorno inesperado e se pôs a filosofar animadamente sobre a idéia de cada criatura humana portar duas almas no seu âmago: uma que olha de dentro para fora e outra que olha de fora para dentro. Basta não poder encarnar uma das almas, para deflagrar, progressivamente, a anulação de metade de sua existência.

Romeu e Julieta na sobremesa

Ainda se deixava fascinar por qualquer par de olhos que cruzassem com os seus, obrigando a freá-lo e reduzir a velocidade de aflição da busca. Para que ambos pudessem se tocar na fantasia de liberar alguma sensação nunca antes provada.

Ilusão de Ótica      A crítica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias