O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

BREVIDADE DA VIDA

Não se pode reclamar que a vida é curta, salvo quando desperdiçamos uma grande parte dela e despertamos tarde. Se bem empregada, nossa energia é suficientemente longa, a tal ponto que temos de agradecer a Deus tamanha generosidade para levar a cabo importantes tarefas. Ao contrário, se dilapidada na inércia e na indiferença, se não se procura dar maior conseqüência à nossa existência, não realizando aquilo que deveríamos realizar, ela se esvai sem mais nem menos.
Pequenos trechos e fragmentos são o que podemos contar da vida que levamos, todo o restante é somente o tempo que decorre. Se contar no relógio, você tem menos idade do que vivenciou. Quanto desperdício sem ter a menor noção do que está perdendo! Quantas vezes não se flagrou sem rumo, esgotado e sonolento? Invejando o destino alheio e desprezando o seu. Fazendo tempestade em copo d’água, levantando suspeitas descabidas, no rol de paixões despropositadas e papos inúteis, a não compreender que morremos cedo por agirmos como irracionais, reproduzindo a mesma cantilena sem cessar, numa inútil agitação que nos conduz à  frustração mental.
De que adianta dizer a um homem ocupado que a vida é breve? Se ele é ocupado, tudo é agendado, não tem tempo para se aprofundar em nada, seu espírito se distrai e passa ao largo de sinais enviados para nos conectarmos. Ao ser orientado para abandonar essa arapuca, nem te ligo. Como renunciar à tentação de acumular lucros e tirar proveito da situação? Não é fácil aprender a viver e se libertar da ansiedade que o futuro provoca e se concentrar no dia de hoje sem sentir tédio.
Ninguém te devolverá o tempo perdido. Pode haver calmarias nos oceanos, mas as águas se apressam no seu curso que é silencioso, sem avisá-lo dos contratempos e de correntezas que o arrastarão para bem longe do seu destino. É de espantar quando se observa almas em conflito pedindo a Deus mais uma chance, uma dilatação de tempo para pôr sua casa em ordem, não se apercebendo de que a alternância do dia e da noite junta na mesma cama o repouso e o despertar. O adiamento foi mortal, ficou na expectativa marcando passo, por que demorou tanto, se o melhor dia é o primeiro?
O maior impedimento é não tomar a iniciativa, a velocidade do tempo joga-o ao chão para provar que não é mais bípede. Também não basta se esforçar para dar cabo de uma missão ou demonstrar sua vocação e não aproveitar para mudar sua essência, como se pudesse iludir o destino. Aquele que finge ignorar não ignora que a natureza é um campo livre para entrar em comunhão com toda a eternidade. Por que não ignoramos a estreiteza do tempo e nos entregamos com o nosso espírito ao que é ilimitado e iluminado para acolher seres falíveis que não sabem o que fazer com o tempo? Se o tempo é irrelevante e a morte irreversível, todos te ensinarão, nunca a conversa será perigosa ou a amizade danosa, eles te elevarão ao ponto mais alto de onde ninguém corre o risco de cair, esta é a maneira de prolongar a vida. Tudo aquilo que a ambição edificou, as honrarias e os rapapés, logo hão de desaparecer, pois não existe nada que a passagem do tempo não transforme em ruínas ou em caos. Exceto os conhecimentos que a sabedoria construiu, as próximas gerações irão precisar para aumentar a base da evolução. 
Se algo ficou perdido no passado, a memória reconstitui a origem das espécies. Olho vivo nas ervas daninhas que atrapalham um futuro que pode anteceder. O presente é tão breve quanto o suspiro, o arfar de alívio, o grito de prazer. A união de todos os tempos faz com que sua vida seja longa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias