O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

CAPÍTULO 15 – TODOS PASSARAM POR PERRENGUE, NÃO FOI SÓ O BRASIL

Os vira-latas, dessa vez de esquerda, também não gostaram de se defender o Brasil de excessivas críticas à Seleção Canarinho, por associá-las à defesa de Dilma – haja paranoia! Quando o Brasil não jogou bem com suas peças não respondendo à altura ao desafio de se apresentar dignamente perante sua torcida, incutindo pessimismo em nós. Mas sucede que todos os maiores concorrentes à Copa penaram para passar às quartas. A Argentina só venceu a limitada Suíça no último minuto da prorrogação – Chile (eliminou a Espanha), hoje, é superior à Suíça (que apanhou da França de 5). A toda poderosa Alemanha precisou da prorrogação para eliminar a Argélia, considerada um dos maiores azarões da Copa, mas que se apresentou muito acima da expectativa. A Holanda estava com o pé no avião até os 43′ do 2º tempo com o mesmo México que endureceu conosco. A França e a Colômbia foram favorecidas no sorteio com chaves mais fracas, facilitando sua trajetória inclusive nas oitavas – a Copa começa para elas nas quartas de final. A Costa Rica eliminou no grupo da morte Inglaterra e Itália, além de derrotar o Uruguai, todos campeões do mundo, sem contar que despachou a Grécia das oitavas. Vamos parar de leituras simplistas pois a Copa das Copas exige uma apreciação mais reflexiva, menos nostálgica e com jogo de cintura para admitir que, felizmente, a realidade de atacar e se defender no futebol vem se transformando substancialmente. Isso é sinal de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias