O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

CAPÍTULO 17 – BRASIL 2 x 1 COLÔMBIA

O Brasil fez esquecer sua triste atuação com o Chile, impondo seu padrão de jogo superior ao da Colômbia e dominando até o segundo gol no 2º tempo, de David Luiz, de falta (lindo) – o melhor do jogo. Nos 15’ finais, relaxou tanto que Thiago Silva levou um cartão amarelo bobo e não jogará contra a Alemanha. Logo ele que fez o primeiro gol, que também serviu para ele se vingar de tantos que não gostaram de ver o capitão da Seleção chorando antes dos pênaltis contra o Chile.

Contribuíram para o time crescer: Maicon, que propiciou mais técnica à equipe; Paulinho fez esquecer Luiz Gustavo; Oscar e Fernandinho subiram de produção. Em compensação, Fred continuou a ser uma completa inutilidade!
O que causou estranheza foi Neymar ter voltado a não jogar nada, saindo pro lado errado ao driblar ou não mais tentar partir pra cima, perdendo a precisão nas jogadas. Dando margem a Hulk aparecer mais, de posse da bola, com seu futebol mais limitado, o que resulta em gols desperdiçados e chutes na arquibancada. Um paradoxo que temos de corrigir senão prevalece o que não convém ao time.
James Rodriguez, de 22 anos, é o grande craque da Colômbia, mas sua campanha vitoriosa, assim como a da França, ambas em chaves fracas, proporcionou a doce ilusão de que disputavam o título.

Ao Brasil a sorte com que toda equipe sonha: os gols saírem na hora em que se precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias