O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

CAPÍTULO 22 – ALEMANHA TETRACAMPEÃ DO MUNDO 1 x 0 ARGENTINA

Alemanha, a primeira seleção europeia a conquistar um título na América do Sul, em tempo de globalização. Com um gol de Mario Götze, quase ao final da prorrogação. Se Messi foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo, é porque sozinho levou a Argentina à final, com atuações de ambos que não chegaram a encher os olhos – o prêmio caberia mais ao holandês Robben.

Se faltou sorte à Argentina, sobrou-lhe diante da Holanda, que deveria ter sido finalista. Mas foi a Alemanha que dominou as ações ao longo de todo o jogo, muito embora tenha dado, de graça, três oportunidades para a Argentina matar o jogo e cedeu inúmeras avenidas para Messi penetrar na área alemã com muita facilidade e não converter em gols – não foi à toa que vomitou mais uma vez em campo.

A maior derrota ficou reservada aos hermanos que invadiram o Rio de Janeiro com muita empáfia, sacaneando como podiam os brasileiros com seu complexo de inferioridade, cuja marca maior é o Maradona se achar “maior” que Pelé, e ao nos lembrar, com o número 7 espelhado nos dedos, nossa goleada sofrida na semifinal. Tenham uma boa e longa viagem de retorno, chorando suas mágoas e com gosto amargo em suas bocas de quase terem sido tricampeões do mundo. Tripudiaram demais para quem só tem duas Copas, enquanto a Alemanha agora tem quatro e o Brasil, cinco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias