O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

CAPÍTULO XXVII – EXISTE UM PLANO PARA NÓS

Dói muito ver os pregos serem fixados nas palmas das mãos de Cristo para atá-lo à cruz. Sofrimento maior é vê-los cravados no peito dos pés formando o conjunto da obra do martírio. Não precisava de lanceiros abrirem feridas no corpo esquelético de Cristo, o sadismo do torturador sempre presente revelando o incômodo e a perturbação quanto à ideologia de quem elege como sua máxima causa atender e cuidar dos mais necessitados. A tortura de quem sempre duvida ou precisa ver para crer.

Você é resultado de uma magnífica criação que irradia vida, inteligência e sentimentos que afloram à flor da pele, onde se constata a essência divina. Não há por que se sentir inferior. Você baixou aqui na Terra, durante este tempo muito tumultuado na História, com um propósito. Cada alma veio para participar do significativo processo de transformação que está acontecendo em nosso planeta. Você não está aqui só por acaso, mas através de um plano. Você tem algo de extraordinário e precioso para contribuir com o mundo, e agora é o momento para que tudo o que você é seja revelado e cumprido. Acredite nisso.
A vigésima sétima intervenção espiritual, em 16 de setembro de 2016, se iniciou com cânticos para abrir caminho para os espíritos curadores e a leitura dos itens 18 e 19 (“Deixai vir a mim as criancinhas”) do capítulo 8 (“Bem-aventurados os puros de coração”) do livro de Allan Kardec, “O Evangelho segundo o Espiritismo”.
“Deixai vir a mim as criancinhas” é uma referência àqueles que estacionam nos círculos inferiores, onde o infortúnio e a miséria desconhecem a esperança. Aos que ainda estão na infância da inteligência, da compreensão: os fracos e os escravizados. Os tímidos e os frágeis, que têm necessidade de amparo e de consolo. Os ignorantes, para serem esclarecidos. A todos aqueles que sofrem, a multidão dos aflitos e dos infelizes, o remédio para aliviar os males da vida, cicatrizando as chagas do coração: provar pela dor e pelas aflições, já que é para o nosso bem que a mão de Deus pesa sobre nós. Castigando a carne, se for preciso, para que a alma doente seja curada antes que as enfermidades devorem seu corpo. Sentindo um amor tal que nem as maldades daqueles que vos odeiam e vos perseguem poderão vos tirar.
Um chamamento para que avancem com a confiança daqueles pequenos seres, as criancinhas, quando precisam travar contato com o desconhecido para crescer.
As almas seriam assim envolvidas pela terna e misteriosa presença do Espírito. Não se trata de crer por crer e de obedecer maquinalmente. É chegado o tempo de compreender o verdadeiro sentido das parábolas em que a manifestação espírita alarga os horizontes unindo o que foi ao que é.
Com um certo atraso, finalmente foram instaladas as placas solares, o item mais importante do projeto de climatização e sustentabilidade posto em prática na Fundação Marietta Gaio, cujo alto investimento será amortizado com a redução substancial do custo de energia ao longo dos anos a ponto de poder ser revendida em futuro próximo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias