O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

MODÉSTIA ÀS FAVAS

O que chama a atenção no julgamento da chapa Dilma/Temer no Tribunal Superior Eleitoral é a atuação cinematográfica do ministro Gilmar Mendes, como vilão verborrágico da peça, quando mandou a modéstia às favas e mentiu dizendo que seu objetivo não era cassar a chapa, mas tomar providências para que a corrupção não mais maculasse as eleições. Se Dilma ou o PT à cabeça, a cassação seria a opção seguinte ao impeachment caso o golpe não fosse bem-sucedido. Já o amigo Temer deve ser absolvido para o bem da estabilidade política do país e garantir o caráter reformista de seu governo, cobrindo o suposto buraco da Previdência com o sacrifício dos que ganham menos, aumentando a idade limite para a aposentadoria, e esvaziando a Justiça do Trabalho através da terceirização para aumentar o lucro das empresas. Pouco se dá se Temer perdeu a capacidade de governar por ações impróprias, não só ao cargo, mas à atividade política. O que importa é atender o mercado financeiro, que já sinalizou que reagirá positivamente se livrarem o pescoço de Temer. O mercado só se interessa por quem joga em seu time e segue as regras que impõe, considerando a corrupção muito relativa, invocando o cientista jurídico Albert Einstein. O mercado é um bom patrão, que costuma pagar bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias