O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

NÃO CONVÉM

O que é que está havendo com os tucanos? Escolheram um candidato sem carisma como Alckmin e esnobaram Serra, o adversário mais forte para enfrentar Lula. O PFL não ficou atrás ao optar por José Jorge, o ministro do apagão de FHC, para vice, ao invés do cão de fila Agripino, que morde os calcanhares petistas com mais apetite do que o pastor alemão Bornhausen. Parece que é de propósito, ao anteverem que não conseguirão convencer a população de que o presidente está envolvido com os escândalos de corrupção.
Traumatizado pelo pepino que Alckmin lhe deixou, em que os bandidos impuseram um toque de recolher a São Paulo, o governador Cláudio Lembo soltou a franga e encontrou o culpado pelos atentados: uma minoria branca que chegou ao Brasil e ao poder junto com Pedro Álvares Cabral para compor uma burguesia má e perversa que caprichou no miserê do povo brasileiro e insiste em não pagar a conta.
Por que o Serra tomou um chá de sumiço? Ele não tem nada a ver com os doze anos de tucanato nos destinos do Estado de São Paulo? Não foi muito diferente de Alckmin, que fez de tudo para distanciar-se do seu sucessor. Solidariedade é o calcanhar-de-aquiles dos políticos, que se escoram na deslealdade ser uma constante nas relações humanas, principalmente quando envolve conflitos de interesses e não convém ser flagrado na cena do crime.
Enquanto FHC é aplaudido de pé em Nova Iorque em retribuição às privatizações que colocaram o Primeiro Mundo dentro do Brasil, Lembo busca purgar os seus pecados e a política que abraçou desde o golpe de 64. FHC é chiquérrimo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias