O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

NATAL DA PANDEMIA – 2020

Provavelmente será o Natal mais infeliz de todos os tempos. Por conta do novo coronavírus, da Covid-19 ou da pandemia, que nos obriga ao distanciamento, ao isolamento e a manter-nos afastados de nossa família, de nossos avós, pais, filhos e netos, de nossos amigos, seja qual for o desdobramento interrelacional. Senão, corremos o risco de morrer abraçados uns aos outros. Atolados no caos da moléstia.
Não poderemos nos abraçar nem nos beijarmos pois o vírus é expelido pela boca e nariz, escolhendo nossos pontos fracos e desencadeando doenças que se encontram à espera dentro de nós para serem estimuladas e se desenvolverem – espíritos perversos.
Diante de tal realidade, temos que entrar no jogo de faz de conta para brincar com as crianças e nos contaminarmos com sua pureza. Assimilando como sobem cada degrau e vão aprendendo a viver. Dormindo sem chorar, sem deixar a angústia nos consumir, pedindo perdão a Deus caso o acúmulo de nossos pecados O tenham ofendido.
Em face do fragor da pandemia e do estrago que ela provoca nos exigir humildade, compaixão, fraternidade e solidariedade. Mas não reclamávamos do porquê deste espírito somente aflorar em épocas natalinas? Pois então! Agora é o ano todo!
Recolho-me ao meu silêncio pandêmico e passo a desfrutar de fatias de peru adocicadas em calda de cereja, acompanhadas de farofa natalina (frutas secas) e arroz de amêndoas, regados a vinho seco. Embora não caiba alienar-se, os tempos atuais não são água com açúcar. Já foram em outros idos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias