O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

“RODA-GIGANTE”

Roda Gigante

Roda Gigante

A CRÍTICA DA CRÍTICA

Ao colocar bonequinho dormindo para um filme de Woody Allen, é melhor procurar outro ofício. Ou dizer que é um filme menor de sua obra extensa é lembrar os que criticaram a teoria da relatividade de Einstein; ambos os segmentos não souberam encontrar seu espaço propriamente dito. É não sacar que Woody Allen vibra com gênios da literatura, em sendo ele um gênio do cinema, e pode perfeitamente recriar Dostoievsky em “Match Point” e “Homem Irracional” e Eugene O’Neil em “Roda-gigante”, como se ele os tivera escrito. Woody simplesmente nos transportou para o clima dos anos 1950 onde a mulher, como esposa e dona de casa, não tinha saída para se realizar em casamentos igualmente frustrantes, nem mesmo a sonhar, valorizado pelo desempenho de Kate Winslet, digno de um Oscar. É mais um filme intenso de Woody Allen que faz com que a plateia assista em profundo silêncio pois os diálogos são extremamente ricos e inteligentes com a trama se alternando e costurando a história de forma surpreendente, a demonstrar total domínio da arte cinematográfica. “Roda-gigante” é a síntese do absurdo por onde a insanidade do ciúme pode nos levar e os personagens castigados pela vida se transformarem em vilões com a maior facilidade. Nós todos somos capazes de fazer o mal se nos acharmos vítimas da injustiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias