O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

A QUEBRA DE SIGILO FISCAL FOI RESULTADO DA GUERRA ENTRE SERRA E AÉCIO PARA SER PRESIDENTE DA REPÚBLICA

A quebra de sigilo fiscal da grande família Serra e de Eduardo Jorge, vice-presidente do PSDB, deveu-se ao fogo amigo, muy amigo, dentre tucanos, na ocasião em que Serra e Aécio se digladiaram em surdina para conquistar a candidatura à presidente da República. O jornalista Amaury Ribeiro Jr., defendendo as cores de Minas Gerais e de seu rei Aécio, decidiu fuxicar o imposto de renda da trupe paulista, em retaliação ao que o araponga Itagiba teria espionado o correligionário mineiro, como ex-polícia federal que já cuidou da inteligência de Serra quando ministro da Saúde. O mais importante nessa história aloprada é quem quebrou o sigilo fiscal e quando: em setembro e outubro de 2009. Nessa época, não existia campanha de Dilma nem pré-campanha, muito menos organização de campanha. Posteriormente, Ribeiro Jr. não se integrou ao comitê de Dilma nem nunca trabalhou para o PT. Sequer organizou um núcleo de investigação que se destinava a produzir dossiês contra seus adversários políticos, como açodadamente o Partido da Mídia denunciou. Cadê os dossiês inventados pela central de boatos, central de mentiras e agora central de espionagem?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Carlos Gaio
Categorias