O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

ONDE FOI QUE ERRAMOS?

Um aluno de 13 anos matou dentro do Instituto Joan Foster, em Barcelona, um professor de Ciências Sociais, de 35 anos, além de ferir duas professoras e dois estudantes, armado de uma besta (um tipo de arco e flecha de madeira ou de aço, montado numa coronha, cujas setas curtas são acionadas por um gatilho) e de um facão. O seu intento era primeiro disparar o míssil, para depois esfaquear mortalmente a presa abatida. O professor trabalhava no local há apenas duas semanas e, ao ouvir os gritos, correu para prestar socorro à professora atingida no rosto pela besta, e à sua filha apunhalada, de 13 anos, que estuda na mesma turma. O pequeno assassino não se deteve nem diante de seu amigo, e ainda desferiu uma facada em seu braço, até ser imobilizado por um professor de Educação Física. A escola desconhecia que ele necessitava de cuidados psiquiátricos, e tampouco ele tinha um histórico de mau comportamento. Porém, como tem menos de 14 anos – maioridade penal na Espanha para responsabilizá-lo criminalmente -, ele não será preso nem responderá a um processo penal pela eliminação do professor, cabendo apenas soluções educativas e familiares. Com os pais se perguntando onde foi que erramos. Que corretivo aplicar nessa idade? Deixá-lo solto seria uma temeridade para a sociedade. E que escola teria coragem para acolhê-lo e prosseguir em sua educação? Educação de que caráter? Se soluções de algibeira não há, como lidar com o problema? Se o garoto bem pode tentar se suicidar face ao assassinato vir a lhe pesar nas costas ou não suportar a aversão da sociedade, completamente despreparada para o holocausto diário que assoma à sua frente com carradas de imigrantes africanos morrendo afogados no Mar Mediterrâneo, em busca de abrigo na Europa para fugir à fome e à miséria que grassa em diversos cantões da África. Desgraça pouca é bobagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias