O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Arquivo
Arquivo
janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

OS FANTASMAS

Os fantasmas que me assombram
Estão vivos dentro de mim
Tipo aquela sombra no fim
De todo arrependimento
Eu falo com eles
Pelo menos tento
Mas eles têm vontade própria
Não desencarnaram do meu corpo

Os fantasmas estrangeiros
Não ficam aqui o tempo inteiro
Já os vivos em mim sim
Eles me amam
E não sei como lidar com eles
Apenas tateio, meio sem freio
Mesmo sem conseguir tocá-los

Eles me são caros
E eu não os comprei
Nasceram comigo
São inimigos
Que transformei em amigos
Para tentar ter controle

Doce ilusão
Eles não são fantoches
Pra minhas mãos
Eu é que ouço suas vozes
Às vezes altas demais

Os fantasmas que me assombram
Estão vivos dentro de mim
Tipo aquela sombra no fim
Daquele erro recorrente
Embora eu diga que daqui pra frente
Tudo vai ser diferente
Eles fazem bullying comigo
Que nem os amigos de infância

Os fantasmas são como crianças
Que querem nossa atenção
Pegam em nossas mãos
E nos mostram o caminho
Não sem antes fazer manha
Tamanhas são suas vontades

Os fantasmas que me assombram
Estão vivos dentro de mim
Não é a morte o nosso fim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias