O que está por detrás da notícia em rápidas palavras
  
  
Recentes
Arquivo
Arquivo
outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

FUTEBOL E VÍRUS NÃO SE ATURAM

– EUROCOPA, COPA AMÉRICA E PANDEMIA –

O futebol não é mais o mesmo com a marcação cerrada em todo o campo por onde a beleza da arte do jogo jogado desaparece. Os craques estão se extinguindo, em consequência. A Eurocopa é uma versão da Copa do Mundo sem Brasil e Argentina, pois é na Europa que se concentram as melhores seleções do planeta. Nos outros continentes, a qualidade decai sensivelmente.
É o caso da furibunda Copa América, que Bolsonaro ofereceu amparo para realizá-la num Brasil no qual a pandemia evidencia sinais de descontrole, assim como no território sul-americano, o que só aumentará o perigo de propagação do vírus e provocar maior nº de mortes. Satisfazendo ao espírito genocida do presidente Bolsonaro, pensando em faturar o título nos braços dos jogadores cuja consciência política não foi além de um manifesto chinfrim, originalmente idealizado para abandonar e não disputar a Copa América .
Continuando a sucessão de absurdos que encaminham o país para tentar encontrar uma vaga em hospital e no CTI, próximo de ser entubado, se conseguir respiradouro, contaminado pelo vírus da ignorância, estupidez e do negacionismo, eis que Rogério Caboclo, presidente da Confederação Brasileira de Futebol, foi afastado por continuamente assediar sua secretária, o que redundou na perda de um cargo que lhe permitiu até comprar um avião.
Seguindo a tradição, que vem desde Havelange e dos demais dirigentes que o sucederam até hoje, de roubar o futebol brasileiro, tirar vantagens do cargo, aproveitar-se do prestígio da entidade, fazendo com que a seleção brasileira de futebol feminino, antes de jogar um amistoso na semana passada, estendesse em campo uma faixa com os seguintes dizeres: NÃO AO ASSÉDIO.
Com a vacinação no continente europeu em estágio bem mais avançado do que no Brasil, a Eurocopa está sendo realizada na Itália (Roma), Azerbaijão (Baku), Rússia (São Petersburgo), Dinamarca (Copenhagen), Romênia (Bucareste), Holanda (Amsterdã), Inglaterra (Londres), Escócia (Glasgow), Espanha (Sevilha), Alemanha (Munique) e Hungria (Budapeste). Não se concentrando em uma única sede como a Copa América no Brasil, permitindo até liberar uma parcela da capacidade dos estádios para o público assistir.
Mas a nota destoante ocorreu com o dinamarquês Eriksen, de 29 anos, que sofreu uma parada cardíaca, desmaiou e foi ressuscitado pelo corpo médico através de choque elétrico no tórax, que recuperou o ritmo cardíaco. Como a UEFA não suspendeu o jogo, a pedido dos próprios jogadores dinamarqueses, a Dinamarca, jogando em casa, sentiu o baque, perdeu um pênalti e a Finlândia, lhe sendo inferior o jogo todo, acabou vencendo por 1×0.
Com metade da delegação venezuelana infectada pela Covid-19, o Brasil derrotou a Venezuela por 3×0 (Marquinho, Neymar, Gabigol) no jogo de estreia na Copa América, de nível raso à altura do padrão vulgar do presidente e da rede de televisão (SBT) que conseguiu a exclusividade do evento, graças ao ministro de comunicações casado com a filha do Silvio Santos, especialista em articular negociatas em prol de maquiar imagem de ratazanas, raposas e gorilas.
Jogo que não chegou nem aos pés de Holanda 3×2 Ucrânia, os holandeses sempre com seu jogo ofensivo e vistoso, uma verdadeira escola de futebol, enquanto os ucranianos impressionaram com seu time jovem formado ao caráter de seu técnico, Shevchenko, considerado o maior jogador da história da Ucrânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias